O Professor Roberto Bueno desenha a natureza do juiz fascista: “O ator fascista I”

juiz-fascista

Amiga Terapeuta XGaby Montero Vazquez, Gaudalajara, México

Aqui no Brasil vivemos estrondosa repercussão da crise internacional do capitalismo.

Numa situação como essa emergem ideologias e atores impressionantes.

O meu amigo Professor Roberto Bueno, da Universidade Nacional de Brasília, da Faculdade de Direito, pós doutor, desenha com extraordinária precisão um dos setores onde o fascismo floresce com força nesta crise.

O judiciário é um dos palcos onde os fascistas dão os  seus shows.

O Dr. Roberto caracteriza muito bem o juiz fascista como traidor do Estado ao receber seus honorários públicos para perseguir e esmigalhar a justiça, sempre vorazmente de modo caprichoso e fanático, como bem demonstram os fundamentalistas donos e senhores de “convicções”, sem necessidade de provas, como já comentei em meu Canal no You Tub.

Neste primeiro artigo (que posto abaixo) sobre esse tema Bueno lança todas as linhas das fotos dos juízes – eu acrescentaria aí procuradores, promotores e policiais federais fascistas – que nos basta encaixarmos os verdadeiros loucos e irresponsáveis colaboradores do caos, da guerra e da destruição do Brasil, à beira de cujo abismo somos empurrados rapidamente.

Talvez tenhas dificuldade de ler este texto em português por isso te sugiro convertê-lo através do tradutor e de consultas a um dicionário da língua portuguesa.

Clique aqui para acessar o Canal CRP no You Tube.  Inscreva-se no Canal. E aqui para curtir nossa página no Facebook.

  • Abraços críticos e fraternos na luta pela justiça e pela paz sociais.

  • Dom Orvandil, OSF: bispo cabano, farrapo e republicano, presidente da Ibrapazbispo da Diocese Brasil Central e professor universitário, trabalhando duro sem explorar ninguém.

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

O ator fascista (I)

É duvidoso que nesta quadra da história possamos utilizar a tão decantada liberdade de expressão liberal para apontar o dedo e trazer a público a identidade de um juiz fascista, expor a sua forma de atuação, que possamos apresentar as suas credenciais ideológicas aos seus reais empregadores, o povo, apresentando o quilate de sua alta traição funcional. Mas é preciso desenhar o seu perfil para que possamos reconhecê-lo quando o avistemos.

O juiz fascista não hesita em usar a força de qualquer tipo, simbólica ou persecutória bruta, típica dos brucutus. O seu é o reino do medo aos agentes públicos, e não o do respeito por eles. Como califa de falso potentado, mente para si superpoderes e auto atribui todas as virtudes, da inteligência à pertença dominante em todas as esferas da ética. Para regozijo, todos os sabujos estão de plantão para a genuflexão continuada e falsos aplausos incontidos, tecendo loas ao parlapatão-bugre mal entrado nos salões aristocráticos. Ele próprio é sabujo-mor de cortes menores da aristocracia trançada pelo velho príncipe.

Na realidade, é servo que se crê senhor, pois piamente supõe ter sido admitido à nobreza de salões cujo círculo fechado é controlado pelo decaído príncipe cuja imagem reflete o odor das putrefações naturais de toda uma vida sob o signo do engodo habitado nos esgotos da empulhação, pública e privada.

O juiz fascista não conta com auxiliares, mas apenas asseclas, ou talvez até mesmo capangas, sempre e quando isto seja entendido de forma respeitosa aos homens que sem ofício ganham a vida com o que há. O juiz fascista desconhece o sentido e a inteligência da lei, mas apenas a usa, e se algum dia jurou cumpri-la, eis que já vai muito longe, para muito além de suas capacidades mnemônicas. O juiz fascista desconsidera os mais caros princípios do estágio civilizacional do Ocidente, vale dizer, o devido processo legal, a presunção da inocência e a irretroatividade das leis, e até mesmo o in dubio pro reo.

Nada disto importa para uma mente obcecada em utilizar os instrumentos da justiça pública para realizar os fins de um determinado coletivo político. Efetivamente, o juiz fascista constituído pelas forças políticas de um Estado democrático de direito é um traidor de sua pátria, e de grande porte, pois é pago regiamente pelo povo e, não obstante, utiliza o cargo para vilipendiar e subverter as instituições que deveriam guardar o conjunto das liberdades e os direitos das gentes. O juiz fascista manda às favas tudo quanto não seja a ideologia elitista em que foi educado, mantendo mínimo tempero legal necessário para obter legitimação pública.

O juiz fascista não realiza o direito, senão que a sua preocupação é concretizar a sua variável ideológica, e ao fazê-lo corrói a legislação democrática por dentro, pois por pior e viciados que possam ser os processos políticos de sua elaboração. Mesmo assim, indubitavelmente as normas oriundas do legislativo pertencem a um padrão conceitual democrático superior em comparação com qualquer pura e arbitrária criação de um juiz.

O juiz fascista não aplica a legislação, senão que utiliza os seus próprios sentimentos, paixões e convicções como parâmetro para articular um discurso de justiça no qual não crê e tampouco procura realizar, mas que é útil para legitimar-se em sua função. Tangencia e infravalora os princípios públicos em detrimento dos seus rumos ideológicos e o dos seus pares, de seus companheiros de viagem e interesses (segue).

5 Comment

  1. […] via O Professor Roberto Bueno desenha a natureza do juiz fascista: “O ator fascista I” — CartaS e … […]

  2. airoldi lacroix bonetti junior says: Responder

    E também há tribunais fascistas que ratificam as atrocidades contra a democracia, violentada e agredida pelo juiz fascista.

  3. Yolanda Soares Azambuja says: Responder

    AMIGO DOM ORVANDIL MOREIRA BARBOSA, QUE PÁGINA INCRÍVEL, DIVIDIDA EM TRÊS PARTES:
    A ILUSTRAÇÃO, REPRODUZ FIELMENTE, O QUE ALMEJAM OS INIMIGOS DA PÁTRIA;

    SUA PEQUENA GRANDE POSTAGEM ENDEREÇADA A SUA AMIGA MEXICANA, REFLETE O QUE
    VIVENCIAMOS HOJE;

    E A IMAGEM DO JUIZ FASCISTA, APRESENTADA SOB O OLHAR AGUÇADO DE SEU AMIGO PROFESSOR ROBERTO BUENO.

    ESTA É UMA DAS GRANDES PÁGINAS DO SEU BLOG.

    PARABÉNS, GRANDE AMIGO.

  4. Tânia de Carvalho Leite says: Responder

    Maravilhoso.

    1. Muito obrigado, minha amiga. Abraços

Deixe uma resposta

contador de visitas gratis