Cancelamento do impeachment

90% do povo brasileiro não acredita no quadrilheiro Michel Temer nem em ninguém das instituições prostituídas

Há poucos dias uma pesquisa do Datafolha mostrou que o povo brasileiro nada espera do quadrilheiro e golpista Michel Temer. Agora outra escancara o desprezo pelo traidor instalado no Palácio do Planalto.  O  instituto Ipsos auscultou a opinião pública nesta quinta-feira, que, apesar de contaminado pelos dejetos fecais que jorram  da Globo e das outras lacaias da mídia – TVs, rádios, jornais, revistas e internet –   90% dos brasileiros não confiam no bandido feito presidente da elite suja do Brasil; os parlamentares, prefeitos e governadores  em geral, aliás, são bastante rejeitados pela população: 93% dos brasileiros não confiam nos descomprometidos com os bens da democracia. “Há uma desconfiança generalizada nas instituições em um contexto de crise econômica e vácuo de lideranças”, explicou Danilo Cersosimo, diretor da Ipsos Public Affairs.

Os dados foram divulgados nesta quinta-feira, 19, no lançamento de uma publicação do Ipsos intitulada Brasil 2018. Caiu a Máscara. Para o levantamento, foram entrevistados 1,2 mil pessoas, em 72 municípios, entre os dias 1.º e 14 de julho deste ano. A margem de erro da pesquisa é de 3 pontos percentuais.

A confiança nas forças armadas, no judiciário e em outras instituições, todas covardes e desleais com a Constituição e com a honra patriótica, caiu indicando desilusão e falta de saídas para o povo desmobilizado e sem esperança.

As forças populares têm como grande desafio romper com o atavismo, com a inércia e com o embotamento popular graças à poderosa manipulação que a elite faz através da mídia, das religiões, do Congresso e do judiciário para confundir e provocar cinismo social.

A ruptura dessa aparente acomodação acontecerá a qualquer momento com algum evento que provocará o clique unificador das várias lutas que se travam em várias frentes.

Há muitas provocações que geram indignação e asco no povo: a cara nojenta de Michel Temer, as rações para animais que João Dórea deu às crianças das escolas em São Paulo, a atitude do Senado ao absolver o mercenário e delinquente Aécio Neves e tantos outros atos acumulam revolta e rebeldia, até que a paciência estourará.

Quem viver verá!

Com informações do jornalão Estadão.

Colabore com o Cartas Proféticas que analisa as notícias, busca os nexos com o todo, com as causas e os efeitos e critica  propositivamente.

Compartilhar:



Um Comentário

  1. enquanto não houver união não importa quanto é ou será o índice de rejeição do atual (des)governo...
    o consenso geral seria a anulação do "golpe"... para que todas as manobras feitas contra o Brasil e os brasileiros fossem anuladas, retomássemos a democracia e tivéssemos uma eleição direta em 2018...
    o problema é que muitos que se dizem "oposição" na realidade são oportunistas... não estão preocupados em resolver o problema... estão alimentando seus egos...
    quantas candidaturas a presidência já foram lançadas? de quantos partidos? o que conseguem com isso?
    nada... só dividir e enfraquecer cada vez mais a esquerda...
    enquanto isso a quadrilha golpista instalada nos três poderes se une e fortalece cada vez mais... e continua a fazer o que bem entendem... nada os detém....

Responder

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.
Os comentários expressam a opinião de seus autores e por ela são responsáveis e não a do Cartas Proféticas.