carnefracacapa

A carne é fraca, as mentes lavadas e manipuladas pelas quadrilhas golpistas, também

Prezados jornalistas independentes

Pelo Engenheiro João Paiva do Rio de Janeiro, para este blog. 

É com preocupação que observo boa parcela dos jornalistas, blogueiros e portais progressistas se deixarem, mais uma vez, se pautar pelo que tentam nos impor as quadrilhas e ORCRIMs que comandam a trama golpista.

Alerto vocês sobre a chamada “Operação Carne Fraca” comandada pela figura batida (e mais do que suspeita), que é o DPF Maurício Moscardi Grillo. Notem os jornalistas que o verdadeiro objetivo dessa investida contra os frigoríficos não é, de fato, mencionado. Observem que, ao lado da construção pesada, destruída pela Fraude a Jato, o setor agropecuário é (em pouco tempo esse verbo estará no pretérito imperfeito) um dos poucos em que o Brasil mostra competitividade internacional. O uso da midiática operação, para transformar em cadáver o discípulo de Eduardo Cunha, Osmar Serraglio, ou supostamente agir em defesa dos consumidores (denunciando fiscais e políticos corruptos que liberavam o comércio de carne estragada ou contaminada por venenos e micro-organismos prejudiciais à saúde) é a fachada perfeita para arrancar suspiros de falsa indignação dos INCLAMES, analfabetos políticos ou do público que assiste à TV aberta, principalmente novelas e programas de merchandising estrelados por Fátima Bernardes e similares.

Enquanto a massa se distrai com essa operação da PF, o “Botafogo”, o “Índio”, o “MT”, o “Beiçola”, o “Careca”, o “Mineirinho” e outros da patota golpista azeitam a tramitação do desmonte da CLT apenas por uma comissão especial por eles dominada, sem que o crime seja exposto, discutido e votado pelo plenário da Câmara. Nem mesmo a aprovação do desmonte da Previdência pode ser descartada. Além disso, a convite do “Beiçola” e com a esfarrapadíssima desculpa de se comemorar de forma antecipada o aniversário do “Careca”, este está articulando a desconstitucionalização do sistema eleitoral e preparando o terreno para instituir o parlamentarismo – única forma que o ‘vampiro’ vislumbra para chegar ao comando do País, já que pelo voto direto ele foi duas vezes rejeitado e o seria novamente, numa eventual disputa em 2018; o jantar oferecido pelo “Beiçola” aos correligionários do PSDB e aliados de ocasião no PMDB deixam claro que as quadrilhas hoje no poder (políticas, midiáticas e judiciárias) estão cada vez mais ousadas, despudoradas, desavergonhadas.

A chamada ‘Lista 2.0 do Janot’ só engana os ingênuos e os incautos. Nenhum tucano será punido; os processos se arrastarão até a prescrição, como ocorreu com esse que envolve o “Mineirinho”, que em 2000 recebeu e distribuiu dinheiro para a compra de votos e assim se eleger presidente da Câmara. Notem que Dimas Toledo, que presidiu Furnas por muitos anos, se livrou dos processos por decurso de prazo e por ter completado 70 anos. Para tucanos e aliados, completar 70 anos garante impunidade; mas isso não vale para os petistas (José Dirceu foi condenado e preso, mesmo após passar da 7ª década de vida e Lula, que já completou 71, continua sendo perseguido de forma sórdida e implacável pelos marajás do ‘sistema de justiça’); o jornalista Pimenta Neves, que assassinou a namorada Sandra Gomide, se escondeu da polícia até completar 70 anos, para não ir em cana. O juiz Nicolau os Santos Neto também se livrou da cadeia, quando completou 70 anos. Eduardo Azeredo, que foi condenado, mas não foi preso, jamais puxará um dia de cana, pois deve completar 70 anos em 2018; até lá ele recorre em liberdade. Não canso de repetir a parábola bíblica adaptada:

“É mais fácil um camelo passar pelo orifício de uma agulha do que um tucano graúdo ser condenado, ter os bens e produtos de crime arrestados e preso”

Compartilhar:



Um Comentário

  1. […] Fonte: A carne é fraca, as mentes lavadas e manipuladas pelas quadrilhas golpistas, também – CartaS e R… […]

Responder

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.
Os comentários expressam a opinião de seus autores e por ela são responsáveis e não a do Cartas Proféticas.