bolsominions-silêncio

A desilusão dos miseráveis morais bolsominions

Por Dom Orvandil. 

Li o belo texto do jornalista, escritor  e professor Leandro Fortes,  que me encheu a alma.

Ele se refere à desilusão avassaladora dos apoiadores e cabos eleitorais do miliciano protofascista Jair Bolsonaro.

Sem acrescentar nada ao seu belo texto apenas compartilho dos sentimentos de Leandro.

Vi um sobrinho,  a quem estimo,  fazendo propaganda em 2018 para o miliciano golpista e defensor de torturadores e assassinos.

Meu querido sobrinho é caminhoneiro de um caminhão que quase o matou, empregado de um patrão insensível e explorador como qualquer burguês pedante.

Ao vê-lo com fotos de Bolsonaro  nos seus perfis no Facebook e no what’s  app o convidei a pensar no erro contra os trabalhadores e o Brasil. Arrogante,  me respondeu dizendo: “tio, religião e política cada tem a sua”.

Um pastor dito evangélico me pediu muitas vezes para lhe ensinar o que é política e cidadania. Aparentemente ingênuo sempre defendeu a mim os programas sociais dos presidentes Lula e Dilma. Mas, para minha surpresa, vi fotos de Jair Bolsonaro nos seus perfis das redes sociais.

Observo que, de modo geral, a canalhice dos bolsominios se assemelha ao individualismo tosco, ignorante, surdo e cego do meu sobrinho. Acham-se donos da verdade, gritam e ameaçam na defesa do indefensável sem a menor preocupação com seus irmãos e suas irmãs trabalhadores/as.

Outros/as também se parecem com o dito pastor evangélico. Fingem boa mocidade tentando preservar   cinicamente amizades pessoais, mas, no fundo, como serpente em moita, preparam o bote violento contra todos os que diziam querer bem. Também são egoístas e não se envolvem coletivamente com o país. Só querem ganhar para si.

São muito chatos e perversos.

Como o jornalista Leandro, vejo muitos desses e dessas paus de arrasto sorverem decepção. Quando vêm a gente correm medrosos e sem argumentos.

São pobres de espírito. Da mesma forma que Fontes também não espero arrependimentos deles. Não têm suficiente grandeza moral para atos nobres.

Leia abaixo o belo artigo do jornalista Leandro Fontes, intelectual honrado que nada tem do que se envergonhar, ao contrário de  muitos dos seus colegas, puxa sacos dos patrões golpistas e apoiadores da indecência miliciana.ário

O silêncio dos bolsominions

Aos poucos, eles estão desaparecendo. Velhos amigos cheios de razão, parentes furiosos, vizinhos valentões, madames maquiadas de ódio, estão todos em silêncio, à beira do abismo.

Não há mais arminhas nas mãos, nem chola-mais nas redes. Até os kkkkk se escondem na timidez. Rufam, aqui e ali, uns poucos tambores de ódio pelas mãos de meia dúzia de fanáticos, mas nem os mais selvagens dos antipetistas encontram forças para defender o indefensável.

Não estão arrependidos, o arrependimento requer uma força moral distante da personalidade da maior parte dos eleitores do Bozo. Estão apenas paralisados, diante da sucessiva quebra de expectativas relacionadas ao admirável mundo novo que se anunciava.

Há superministros com superpoderes inúteis. Paulo Guedes faz mais grosserias do que contas. Sergio Moro, sabe-se agora, entrou no governo para tornar o cigarro mais barato. O primeiro, um Chicago Boy com 30 anos de atraso, o segundo, uma nulidade cuidadosamente construída para parecer um herói.

Há um ministro da Educação que cita Pablo Escobar. Outro, de Relações Exteriores, corrobora com a tese do nazismo de esquerda. A ministra da Mulher, ao pé da goiabeira, teme o que chama de “armadilhas do feminismo”.

Não houve, a rigor, um único dia de governo.

Em meio a esse desalento, Bozo e os filhos continuam no Twitter, frenéticos, um esforço comovente para parecerem vivos, funcionais, sem entender que já estão mortos.

São burríssimos.

Por Leandro Fortes.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Um comentário

  1. Pobres de espírito os bolsominions silenciam de medo, mas não se arrependem. Ajude-nos a movimentar o Cartas Proféticas compartilhando somente os links das postagens: http://cartasprofeticas.org/a-desilusao-dos-miseraveis-morais-bolsominions/

Deixe um Comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.