censurado

A necessidade do Grande Portal da Esquerda

Prezados Jornalistas independentes e afinados com os ideais de Esquerda.

Há mais de três anos os tenho alertado para a necessidade imperiosa de que os jornalistas e ‘blogueiros’ progressistas e independes, identificados com os ideais democráticos defendidos pela Esquerda Democrática se associem e montem um Grande Portal de Notícias na interne para concorrer com alguma paridade com os veículos do PIG/PPV.
A demissão de três remanescentes/equilibristas que até ontem escreviam ou falavam em veículos do PIG/PPV – Kennedy Alencar, Ricardo Kotscho e Nirlando  beirão desfazem qualquer ilusão que pudesse haver em relação à permanência ou liberdade de atuação para jornalistas não afinados com a direita golpista e com a  defesa das oligarquias plutocratas, escravocratas, cleptocratas, privatistas e entreguistas. O próximo deve ser Jânio de Freitas – reserva moral da golpista Folha – que não perdeu o emprego até hoje pelo fato de ser um dos mai idosos e de maior credibilidade no jornalismo político brasileiro. Mauro Santayanna, outro decano e ‘monstro sagrado’ do jornalismo político nacionalista está restrito a internet há alguns anos, já que as portas do PIG/PPV lhe foram fechados há tempos.
Portanto, não há alternativas ou justificativas, para que os senhores e outros montem o G grande Portal de Notícias. Há menos de  duas semanas outro jornalista com alguma independência, Mário Magalhães, teve de encerar o blog que mantinham num portal do PIG?PPV.
Por fim observem que esse expurgo – uma espécie de nova versão da auto-censura que vários jornais, emissoras de rádio e TV adotaram durante a ditadura militar empresarial – ocorre ao mesmo tempo em que o STF faz retroagir Lei Eleitoral, em que essa mesma côrte prevê ensino religioso confessional nas escolas públicas, em que o fascismo ataca as artes e a liberdade de expressão, em que os ruralistas aprovam porte de arama para os latifundiários e seus capangas em desfavor do réu, em que o obscurantismo de grupos evangélicos proíbe exposições de obras de arte (como no Rio)…A ditadura do sistema judiciário se torna, dia após dia, uma ditadura aberta e para isso os veículos do PIG/PPV estão colaborando, ao demitir jornalistas não alinhados com o golpe e com essa ditadura, adotando a auto-censura de que falei.
Quem mais bem resumiu a tragédia foi Alex Solnik, jornalista perseguido e torturado pela ditadura anterior.
______________________________________________-

De censura em censura cairemos na ditadura

Agência Brasil | Reprodução | Divulgação

Uma exposição de arte erótica chamada Queermuseu foi fechada no Rio Grande do Sul devido a protestos de entidades obscurantistas. É censura.

Outra exposição, em São Paulo está sob investigação desde que o artista, um homem nu, interagiu com uma menina acompanhada pela mãe que tocou no seu tornozelo. É censura.

O prefeito de São Paulo, cuja mulher é dona de galeria de arte disse a respeito que “tudo tem limite”. É censura.

O prefeito do Rio proibiu na sua cidade a exposição antes proibida no Sul. É censura.

De dois dias para cá, e às vésperas da votação da segunda denúncia contra Temer, o SBT demitiu Kennedy Alencar e a Record News fez igual com Ricardo Kotscho e Nirlando Beirão usando o mesmo argumento: nossa filosofia agora é dar notícias, não queremos comentários ou entrevistas em nossos telejornais. É censura.

O ministro da Cultura quer proibir referências religiosas e eróticas em filmes submetidos à Lei Rouanet – que é o único mecanismo de financiamento do cinema brasileiro. É censura.

O Congresso aprovou mecanismo que permite a candidatos suspender textos na internet sem autorização judicial. É censura.

Esses atos agridem dois dispositivos do artigo 5º. da constituição de 88:

Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

IV – é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

IX – é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

De censura em censura cairemos numa ditadura.

Compartilhar:



Responder

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.
Os comentários expressam a opinião de seus autores e por ela são responsáveis e não a do Cartas Proféticas.