diana_jornalista

Agradável notícia: mulheres evangélicas participam da luta contra o fascismo afirmando que “Jesus apóia o feminismo”

 A jornalista Diana Bueno, de 36 anos, é cristã desde 22 anos e jamais imaginou que sua fé a fosse levar para o coletivo Cristãos Contra o Fascismo que, desde 2018, reúne cristãos que não concordaram com a aliança entre algumas lideranças evangélicas e o político Jair Bolsonaro. “Ninguém se programa para criar um grupo deste tipo, é algo que não se espera que aconteça”, diz a missionária que coordena o movimento em São Paulo. (Foto: Acervo pessoal) 
Por Dom Orvandil. 

Deparei-me maravilhado ontem com a notícia de que mulheres evangélicas participariam das mobilizações contra a praga do fascismo, feita dos piores seres humanos feitos ratos de esgoto a serviço do neoliberalismo que devasta nosso país e o mundo.

A noticia que me alegrou chegou-me por Ariane Silva do blog Mulherias no UOL.

Invocando São Tiago, capítulo 2, 17, que afirma que  “a fé, sem obras está morta”   milhares de cristãs de diferentes denominações religiosas saíram às ruas em todo o Brasil ontem (8/3) para somar forças nas marchas do Dia Internacional de Luta das Mulheres.

Ao contrário do que neopentecostais fundamentalistas e pró fasciats querem fazer crer com seus programas de TV, de rádios e de sites de que a maioria apóia o milicianismo de Bolsonaro o blog Mulheres informa que “cerca de 40% das católicas e 38% das evangélicas brasileiras se declararam feministas, segundo pesquisa do DataFolha divulgada em abril de 2019. Em comum, essa parcela concorda que Cristo apoiaria causas como a defesa da igualdade de direitos dentro e fora da igreja e a luta por avanços nas políticas públicas às mulheres.

Elas também se posicionam contra a onda política ultraconservadora e de características fascistas – que fomenta a perseguição e a violência contra minorias, a exaltação dos “valores tradicionais” e  o desprezo por princípios democráticos e coletivos. “É um absurdo ver políticos usando o nome de Jesus para promover o ódio”, diz a jornalista cristã Diana Bueno, de 36 anos, que organizou em São Paulo a marcha “Cristãs nas Ruas Contra o Fascismo”, evento que estará presente em 32 cidades de 14 Estados e Distrito Federal.”, informou.

A católica Laísa Silva Campos, de 27 anos, foi uma das que saiu  às ruas em Belo Horizonte para denunciar o atual governo, que considera não representar nem as mulheres e nem os valores cristãos. “O Reino de Deus é um reino de amor, de igualdade, justiça, solidariedade. Não combina com tortura, opressão, desigualdade e a exploração dos mais pobres. Jesus não defenderia a perda de direitos, da aposentadoria, o salário mínimo sem aumento real nem o SUS [Sistema único de Saúde] sucateado. Não há em nenhuma parte da Bíblia que legitime ou sustente Bolsonaro”, afirmou a jovem Laísa Silva Campos. 

O texto continua afirmando a força histórica de Jesus e a necessidade de compreender o contexto da época dos evangelhos com relação ao entendimento sobre a realidade das mulheres e dos pobres.

Leia a íntegra da bela notícia sobre a luta das mulheres evangélicas e católicas.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Um comentário

  1. "Agradável notícia: mulheres evangélicas participam da luta contra o fascismo afirmando que “Jesus apóia o feminismo”. Ajude-nos a movimentar o Cartas Proféticas compartilhando somente os links das postagens: http://cartasprofeticas.org/agradavel-noticia-mulheres-evangelicas-participam-da-luta-contra-o-fascismo-afirmando-que-jesus-apoia-o-feminismo/

Deixe um Comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.