bolsonaro_punhalada

Aluisio Pampolha Bevilaqua: “Sobre o atentado contra o candidato Jair Bolsonaro”

Por Aluisio Pampolha Bevilaqua*

Apesar de ser um ato de violência totalmente inaceitável e merecer a condenação de todos, tendo em vista as ideias e garantias que o estado democrático em princípio se funda como direitos humanos e igualdade entre diferentes classes, gêneros e etnias, já era de esperar que o discurso de ódio e o apelo à violência contra negros, mulheres, homossexuais e todos aqueles que contrariam as propostas do candidato Jair Bolsonaro de posição fascista atraísse pessoas com esse mesmo pensamento de ódio, de silenciar seus contrários através da eliminação física, pregando a insanidade contra as pessoas.

Tão condenável quanto seu próprio discurso de ódio, repudiamos o atentado contra o ser humano Jair Bolsonaro, caso não seja um mero factóide de campanha.

Apesar de ser um ato de violência totalmente inaceitável e merecer a condenação de todos, tendo em vista as ideias e garantias que o estado democrático em princípio se funda como direitos humanos e igualdade entre diferentes classes, gêneros e etnias, já era de esperar que o discurso de ódio e o apelo à violência contra negros, mulheres, homossexuais e todos aqueles que contrariam as propostas do candidato Jair Bolsonaro de punição fascista atraísse pessoas com esse mesmo pensamento de ódio, de silenciar seus contrários através da eliminação física, pregando a insanidade contra as pessoas. Tão condenável quanto seu próprio discurso de ódio, repudiamos o atentado contra o ser humano Jair Bolsonaro, caso não seja um mero factóide de campanha.

E se for uma fakenews, como a bolinha de papel que levou Serra a fazer uma tomografia em 2010? Isto em nada altera nossa posição sobre atos de violência no processo eleitoral, pois mesmo que uma investigação comprove a farsa articulada com a Globo para retirar Bolsonaro dos debates e não revelar sua incompetência e má formação política para dirigir um país da dimensão continental, diversidade cultural e riqueza natural como o Brasil, o factóide ou fakenews abre espaço para o conglomerado de apoiadores atraídos pelo discurso da violência que segue Bolsonaro praticar atos de vingança tendo por alvo as candidaturas de esquerda e democrática, a exemplo do atentado à caravana do presidente Lula no Paraná.

Lutar pela verdade e condenar a violência no estado democrático é nossa condição revolucionária.

*Lincenciatura plena e bacharelado em Ciências Sociais; mestre e doutor em educação; Membro do Conselho Editorial da Revista Ciência e Luta de Classes; Editor-chefe e Membro do Conselho Editorial do Jornal Inverta; Professor e Pesquisador do Centro de Educação Popular e Pesquisas Econômicas  e Sociais (CEPPES);  autor de vários livros e artigos sobre ciências políticas, sendo o mais recente A CRISE ORGÂNICA DO CAPITAL O Valor, A Ciência E A Educação, Vol. I. 

Colabore com o Blog

 

Um comentário

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com * são obrigatórios *