liberdade de expressão

Aluna pergunta sobre cabeças do PT e professor inteligente e generosamente responde

Em situações de crise e de conflitos ninguém escapa e todas as pessoas se angustiam, sem reservas de ambiente e de espaço.

As salas de aula e as relações entre estudantes e professores se constituem, via de regra, em espaços armados por artilharias, barricadas e até em oportunidade de demonstração de inteligência, honestidade intelectual e de generosidade, valores absolutos e imanentes à construção educacional.

Seguidamente, como professores, somos confrontados com questões armadas e venenosas jogadas por  jovens que trazem em suas almas da sociedade a letalidade de ideias de ódio e mentiras que tomam conta de todas as mentes.

Ora, nós professores atuamos e vivemos na mesma sociedade na qual os/as alunos/as se envenenam e  adoecem a razão.

A razão, adoecida e boicotada pelo ódio e pelas mentiras, tem o chão, feito de humanidade e evolução, que deveria ser segurança aos mestres, agora o  sentimos movediço e os pés tremem e até se ferem nas pedras ponte agudas que sangram a todos/as.

Muitos de nós somos arrastados/as pelas catadupas da raiva e do sentimento agressivo, que jogam a irracionalidade ativa em nossos alunos/as,  a nos agredirem com “perguntas” que não se movem pela paixão pelo conhecimento, mas por intenções de armar para cima de nós.

Nesse contexto de guerra não encontramos apoio nem mesmo em muitos/as colegas, antes tão sorridentes, amigos/as de festas e de convivências felizes, agora cegos, surdos e tão irracionais quanto os que ferem com palavras e matam com armas, como acontece em todo o país.

Enfim, a inteligência, os questionamentos éticos e bem intencionados, a serviço da curiosidade que quebra crendices, ingenuidades e misticismos enganosos, a razão tão arduamente conquistada e revolucionária, a generosidade que anima professores/as a serem amáveis, humildes e servidores/as civilizados/as de seus alunos, tudo, parece ser jogado na mesma fornalha acessa pelo ódio, este sempre burro, desrespeitoso e feito de guerra.

Mas eis que a inteligência e a razão, embora invisível, mas vivas e gritando por nossa sensibilidade e serenidade, apesar do terror e da tempestade, dão exemplo da generosidade que transcende as sombras no encontro com a verdade, que se aninha desafiante à espera dos/as bons/boas mestres/as.

É isso que consigo captar no embate entre uma aluna e o professor Paulo André UFPE-CAV.

Vale a pena tomarmos as mãos do professor Paulo André e o seguirmos na resposta a uma questão de uma aluna, que reconhece nele o melhor valor humano, a inteligência,  construída a duras penas ao longo do processo evolutivo e civilizacional.

Leia abaixo a rápida, mas lúcida resposta que o professor Paulo André, da Universidade Federal de Pernambuco, respeitosa e generosamente, deu a uma aluna dele.

O maravilhoso texto me foi enviado pelo padre Antonio Lisboa de Andrade, que já escreveu uma postagem aqui no blog.

Colabore com o Blog

Aluna:
Professor, admiro tanto sua inteligência, mas alimentar militância partidária mesmo quando se trata de um partido envolvido com corrupção é um tanto incoerente. Ou o Senhor também acredita que os cabeças do PT são inocentes?Resposta do professor Paulo André UFPE-CAV:Bom dia,  Agradeço sua admiração e gostaria de responder sua questão.

1. Não. Não acredito que todos os líderes do PT são inocentes, tanto que alguns foram, acusados, julgados e presos (com provas), outros acusados, julgados e presos (sem provas), mas foram.

2. Também acredito que há pessoas honestas na liderança do PT, para isso temos os MESMOS mecanismos da justiça que julga e condena, que também julga e absolve.

3. Mas sabe o que é legal em tudo isso? É que podemos QUESTIONAR os juízos feitos, sejam as condenações, sejam as absolvições, pois AINDA estamos num Estado Democrático de Direito e a nossa Constituição nos dá a liberdade da dúvida.

4. Quando chamo para uma “militância” estou chamando para o que podemos fazer de mais inteligente (aproveitando a qualidade que você me atribuiu e a qual agradeço). Não temos partidos políticos isentos de atos de corrupção. Infelizmente NENHUM partido está imune a isso, se olhar friamente os dados de organizações supra partidárias (ou não partidárias) você verá que o PT não é o líder de corrupção (ou uma facção criminosa) como a imprensa e a oposição querem taxar (e até conseguiram) o PT. Veja aqui: https://exame.abril.com.br/brasil/psl-novo-partido-de-bolsonaro-e-o-menos-transparente-do-brasil/

Veja aqui também o documento que revela os resultados do Movimento Transparência Partidária: https://uploads.strikinglycdn.com/files/54eabca2-0530-457d-948d-d17213d13b38/ranking_FINAL.pdf

Aqui você poderá ver outra forma de avaliar políticos caçados por corrupção eleitoral e vai ver que o PT ocupa a 9ª posição.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Dossi%C3%AA_do_Movimento_de_Combate_%C3%A0_Corrup%C3%A7%C3%A3o_Eleitoral

5. O atual partido do bolsonaro (#elenão) é o “menos transparente” e sabe o que isso significa? Óbvio: ESCONDEM dados para não revelar suas reais intenções. Daí temos que buscar JUNTAR informações ditas por palavras do próprio candidato e de seus aliados mais próximos, aqueles que podem ter influência no seu governo. Daí, talvez você já tenha visto que o discurso dele é de manutenção dos privilégios dos políticos (ou seja: contra a reforma política que é O gargalo para combater mais fortemente a corrupção). Veja ele mesmo falando aqui: https://www.youtube.com/watch?v=ffAnT45e1Cg

Bom. Dei 5 pontos baseado em DADOS e espero, honestamente, que você considere analisá-lo e ver que se tiver que escolher um dos dois candidatos baseado APENAS pelo critério “corrupção” certamente minha escolha seria o #Haddad13. Mas obviamente a escolha deve levar MUITOS outros fatores, como as ideias e HISTÓRICO político de ambos, daí claramente vemos que o #Haddad13 está milhares de milhas a frente do bolsonaro.

Além disso vejo as questões pessoais, de VALORES e daí prefiro confiar em alguém que mantém uma ÚNICA família a 30 anos e que não tem seus filhos atrelados no cabide da política, usurpando de nossos impostos e que acham isso “normal” e “justo”. Concordo que é “legal”, mas justo, ético?! De jeito algum.

Desculpa o textão, mas não trato essas coisas de maneira rasa. Acho que nestes tempos de Fake News, as pessoas precisam estar atentas às informações reais, a dados e daí poderem decidir de forma mais consciente. Assim como faço.

Espero ter ajudado. Sucesso na sua caminhada.

Um comentário

  1. Correto a avaliação do professor tô cansada d ver as pessoas denegri do o pt com se ele tivesse inventado a corrupção no Brasil qdo os outros partidos tem muito mais gente envolvida

Deixe uma resposta