irã_aliança

Apesar das bombas, guerras e destruições terroristas dos USA a vida resiste e avança

Por Dom Orvandil

Muitos debates “críticos” ao regime iraniano rolam aos borbotões, inclusive em busca de audiência e de apoios comerciais para blogs e sites.

O “sensirofraticidio” com os nomes pomposos de análise critica e de debates transparentes pecam por darem balas para o imperialismo matar e sangrar crianças e os povos.  

Fazer críticas ao Irã nesse momento e das contradições internas de um governo teocrático com fortes tradições arraigadas,  sem perceber a contradição que a revolução islâmica representa ao imperialismo devasso, terrorista e pirata,  é de uma miopia de dar raiva.

Penso que o brilho da análise contribui muito mais com a contradição para derrotar  a dominação imperialista e devassa, porque decandetemente desumana e anti planetária dos Estados Unidos,  é a que percebe o movimento de unidade do Irã a outras nações.

Nessa movimentação a sinalização de que já amadurece o projeto do mundo multipolar, livre da dominação dos monopólios e blocos econômicos alimentadores da guerra de alta intensidade destrutiva, cresce apesar dos massacres do império americano e  dos erros dos governos e regimes anti americanos, nacionalistas e auto afirmativos dos povos.

Daí minha alegria com a notícia que li no site Brasil 247 de hoje, dia 13/01/20.

Uma sessão de negociações oficiais entre a delegação do governo sírio liderada pelo primeiro-ministro Imad Khamis e o primeiro vice-presidente do Irã, Ishaq Jahangiri, foi realizada nesta segunda-feira (13) na capital iraniana, Teerã. 

As conversações trataram de relações bilaterais e diversas questões de interesse mútuo, além de abordar a evolução de eventos regionais e internacionais.  

A visita síria ao Irã começou no domingo. A delegação inclui entre seus membros os ministros das Relações Exteriores, Walid Muallem, e da Defesa,  Ali Abdullah Ayyoub”, alegra-me a noticia do 247.  

Nessa movimentação articulam-se a China, a República Democrática Popular da Coreia, o Vietname do Sul, Venezuela, Cuba, Rússia e outros países. Se o Brasil não sofresse um golpe impetrado por estas forças manipuladas pelos bandidos internacionais, contando com capachos golpistas sujos internos, certamente participaria fortemente dessa dinâmica que cresce como novidade e esperança de paz no mundo.

Nada mais crítico e corretamente e democratizante ao regime dos Aiatolás iranianos do que esse debate intenso envolvendo os povos e as nações, na busca de unidade e alianças anti imperialistas.

Não devemos nem precisamos desprezar os movimentos das águas da vida nem cairmos no criticismo esquerdalha infantil, a de desopilarmos nossos fígados, temerosos de sermos acusados de neutros, já que neutralidade é pura farsa conceitual.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

2 Comentários

  1. […] *Apesar das bombas, guerras e destruições terroristas dos USA a vida resiste e avança. […]

Deixe um Comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.