notícia_fome-card

Até a ministra Cármen Lúcia reconhece que a fome massacra a dignidade humana: escândalo e vergonha!

A Jornalista Beatriz Roscoe do Site Poder 360 estava no ponto para registrar as palavras da senhora Cármen Lúcia, ministra vacilante do STF,  na sua declaração de que a fome é inconstitucional.

O discurso de dona Carmén ocorreu no 20º Fórum Empresarial Lide, grupo integrante do mercado gerador de golpes e da fome no Brasil.

Abordar a fome como parte da insegurança alimentar no Brasil é correto, mas a causa não é reconhecida nem denunciada por dona Cármen e pela maioria de seus colegas no STF,  que não sabem o que é a dor de amplos setores da classe trabalhadora, jogados na miséria e no abandono depois das tais pontes para o inferno propaladas pelo malandro e mafioso Michel Temer, de cujo golpe a ministra não tomou conhecimento.  

A magistrada do Supremo Tribunal Federal tem razão ao reconhecer que a fome não é constitucional. Aliás, o golpe de Estado em 2016 também não foi constitucional e o processo de julgamento do impeachment impetrado pela defesa da Presidenta Dilma Rousseff dorme nas gavetas, ignorado pela discursadora que fala numa constituição formal, sem carne e sem ossos, a não ser os que o povo come para atenuar a fome real.

Dona Cármen Lucia disse, olhando com olhos de falsa comiseração, que  “continuamos a ter um quadro absolutamente aterrador, e a pandemia mostrou isso, de fome. Para além da dimensão humana, filosófica, sociológica, a fome é inconstitucional, porque o princípio mais importante da Constituição é o princípio da dignidade humana”. “Não posso imaginar que alguém se ache dignamente respeitado quando cata lixo [para comer]”, discursou a romântica Cármen Lúcia.

A jornalista Beatriz escreveu que “a ministra disse que, seja qual for o governante, a Constituição obriga que as políticas públicas visem construir uma sociedade livre, justa e solidária, erradicar pobreza, a miséria e as desigualdades sociais e regionais.”

Certo, Beatriz, palmas para ti e parabéns pela espetada em sua excrescência miliciana genocida Jair Bolsonaro.

É isso mesmo que nossa Constituição diz sobre o dever moral de governantes. Só falta nos lembrarmos de que a Constituição de 1988 foi totalmente rasgada e sobre seus pedaços os fascistas, a serviço do mercado, a quem discursou Cármen Lúcia, defecaram iniquamente.

Portanto, o Brasil não tem governante central nem Constituição nem respeito ao povo, este genocidado pela pandemia, pela destruição da economia popular.

Quem tem governante no Planalto são os fascistas, os rachadinhas, os milicianos e os moleques perversos do mercado, a quem fala à toa dona Cármen Lúcia.

A saída não é pela Constituição nem pelo supremo e seus ministros discursadores ao mercado nem por governantes que debocham e se opõem ao povo, a quem fazem de trouxa com seus auxílios eleitoreiros oportunistas e estúpidos.

A saída corre pela dignidade revolucionária da mobilização ampla, geral e irrestrita de todo o povo brasileiro. Não há mais o que esperarmos. Temos que avançar com milhões nas ruas e de lá sairmos somente com a derrubada desse desgoverno, dessa governança do mercado e suas bolsas de desvalores, de seus tetos fiscais e dos seus roubos opressores e desumanos.

Não é possível imaginar que 600 ou 700 mil pessoas nas ruas, que se fotografam, enchendo nossos celulares de exibicionismos, depois, todos irmos ao sono dos anjos. É preciso milhões nas ruas. É preciso um programa de governo como encaminhamento do pós ruptura, é preciso nova constituinte.

Discursos como o de Cármen Lúcia ajudam mas não movem nenhuma pluma na realidade brutal que sustenta marginais como esse governo e como essa política econômica neoliberal e fascista.

Abraços proféticos e revolucionários,

Dom Orvandil.

***************************************************************************************************************************

PROGRAMAÇÃO DO CANAL E DO SITE CARTAS PROFÉTICAS

– Chimarrão Profético: todas as terças e quintas feiras, às 11 horas;

– Leitura Profética: todas as quartas feiras, às 11 horas;

– Fé e  Luta: todos os sábados, às 11 horas;

– Mergulho nas Notícias: todas as segundas feiras, às 19 horas;

– Arte e Vida: todas as sextas feiras, às 19 horas;

– Reflexão do Evangelho: todos os sábados entre 18 e 19 horas, ao vivo com base no evangelho dominical.

– Vigília e Resistência na Pandemia;

– Impactos das Notícias: notícias analisadas a qualquer momento (ao vivo).

Apoie este projeto com sua doação com o seu melhor valor. Pelo  Pix domorvandil@gmail.com.

Acesse e leia mais. Compartilhe:

*Nota do PT/RS – o fascismo e o racismo não serão tolerados! (Vídeo)

Dê likes, inscreva-se, ative o sininho, comente, compartilhe e participe do super chat.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe um Comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.