Bruna Sena

Bruna Sena de rosto negro reflete a luz da esperança!

Amadinha Bruna Sena, Ribeirão Preto, SP

Nesta segunda feira, dia 06 de fevereiro de 2017, o Brasil despertou mais esperançoso, feminino e negro.

A alegria por teu primeiro lugar no ENEM para cursar medicina na USP agitou nossa esperança de que é possível e necessário crer que as lamas imorais da burrice e do golpe, que tentam sufocar nossa incipiente democracia, não têm forças suficientes para matar nosso ímpeto de luta pelas transformações.

Ah guria linda, inteligente e alegre, ao “vasculhar” o álbum de tua página no Facebook vi brilhar o orgulho de nosso povo representado por ti, orgulho que aumentou a cada foto e banner que cliquei.

Um dos traços de tua vitória foi a constatação de que a inteligência não é automática nem a superação vem apenas com os desejos de vencer.

Estudaste com dedicação como quem apanha material precioso e o lapida dedicadamente até que sua fórmula salte aos olhos da apreciação humana.

Isso é motivo de esperança e de comprovação de que é preciso dedicação para descobrir caminhos já trilhados e indicados por quem já estudou, pesquisou, escreveu e disponibilizou o conhecimento à humanidade.

Vivemos dias de burrice, de coxismo e da fascismo que afrontam a inteligência e os estudos. Pois quando tudo parece perdido eis que tu gritas que o caminho não é aí. E olha que teu grito será ouvido por milhões de jovens que desistiram preferindo a mediocridade das redes sociais do que a profundidade só encontrada por quem mergulha fundo nos estudos como o fazes.

Outro traço visível em teu álbum é o cultivo de tuas raízes. Exaltas ao máximo o orgulho de tua negritude. Num slide consta que os negros não são descendentes de escravos, mas de príncipes e reis, como de fato o comprova a história ao acentuar que os jovens e as jovens sequestrados pelos comerciantes de humanos da África eram de tribos e comunidades extremamente cultas, poliglotas e donas de culturas frutíferas. Os vendedores de seres humanos os reduziram a mercadorias e a escravos sem direito às suas línguas, ethos e religiosidades.

Orgulhas-nos pelos teus cabelos e pelas fotos de tua infância de criança negra e pelos teus familiares trabalhadores, embora reduzidos a condição de assalariados, mas pessoas dignas, fortemente solidárias e carinhosas, a dar exemplo para essa elite de urubus que tomou o poder de assalto.

O orgulho por tua mãe é indicativo que denuncia o quanto uma trabalhadora, recebendo salário tão baixo como caixa de um supermercado, que lucra milhões com alimentos superfaturados vendidos ao povo, pode ser ética no assumimento de sua solidariedade com a filha em processo de construção.

Esse traço também denuncia esse mercado concentrador de renda e de riquezas, que toma o lugar dos mercadores de escravos para reduzir as pessoas à humilhação. Tu, porém, vences o primeiro “round” dessa faceta desumana e mostras que é possível ultrapassar a barreira da opressão.

É preciso acentuar o quanto os esforços de uma família pobre e de uma estudante do ensino público são enormes e sacrificados. Essa é uma das razões da derrota de muitas crianças, jovens e adolescentes que não conseguem derrubar o obstáculo do abandono por parte de um Estado sequestrado por uma burguesia liberal e antissocial.

Vive-se uma sacanagem de sinais profundamente discriminatórios. Esse estado mínimo se desresponsabiliza com a educação de suas crianças e jovens, cobrando das famílias custos com os quais não colabora. Com isso torna o ensino privilégio de filhos de papais e mamães ricos e seletivos, jogando o ensino público às moscas e baratas.

A intenção é a de destruir mesmo os sonhos e as oportunidades dos pobres. Mesmo aí tu os decepcionas e os leva a surtar com a perspicácia e com a inteligência que teu exemplo mostra.

Tua imagem sinalizando a vitória da resistência se resinifica hoje depois que os canalhas do senador federal, o bando de corruptos burros e bandidos, aprovaram o escárnio da reformeta do ensino médio.

A tal escola sem partido do ator pornô Alexandre Frota, admirador de Silas Malafaia, ganha o status do partido dos idiotas, dos acríticos, dos tecnicistas e do liberalismo que confunde liberdade com falta de projeto educacional que realmente liberte o povo, tornando-o sujeito social e participante político de seu País.

Ana Júlia Ribeiro tem razão na sua revolta com esse senado, que não beira a safadeza, mas que é o próprio resultado dos safados e safadas golpistas que arrastam a nojeira do golpe  para dentro do campo do ensino com o claro objetivo de destruir a juventude e o futuro do Brasil. O governo golpista com seu ministro da deseducação, com sua cara apropriada de verdadeira besta colocada no posto chave para esculhambar com a educação, o seu Mendonça Filho, mandaram para o senado dos Caiados, das Lúcias Vânias e de outros canalhas a missão de dizer que jovens corajosas e brilhantes como Ana Júlia e tu têm que desparecer.

Ontem, dia 08 de fevereiro foi um dia triste, querida Bruna, pois contando com traidores do ensino como Pedro Chaves, que já foi um comerciante e mercador da educação em Campo Grande, MS e meu péssimo patrão, e de Cristovam Buarque, golpista da democracia e da educação o ensino brasileiro se reduz à latrina da classe dominante e do tecnicismo de mercado.

Finalmente, Bruna, é esperançoso saber que as raízes cultivadas de uma jovem brilhante a incentivam a ser humana e revolucionária. Ao contrário dos médicos assassinos e invejosos que tudo fizeram contra o programa Mais Médicos e que desejaram a morte da heroína Marisa Letícia Lula da Silva, tu afirmas como quem reza um credo: “Claro que não sei ainda qual especialidade pretendo seguir, mas sei que quero atender pessoas de baixa renda, que precisam de ajuda, que precisam de alguém para dar a mão e de saúde de qualidade”(o grifo é meu).

Obrigado Bruna Sena pelo que representas de esperança nesse momento de pesadas trevas golpistas e de ódio!

Teu rosto negro pintado com as cores de bicho estudante de medicina da USP são as cores do amor de tua mãe, da luta dos negros e da tua consciência de que quem lê muito e de que enriqueces teu espírito com as ciências humanas, bem ao contrário da tal reforma tecnicista dos canalhas e sujos plutocratas.

Viva Ana Júlia Ribeiro e viva para sempre Bruna Sena, negra tímida, estudante de escola pública perseguida por Geraldo Alckmin e pelo fascismo!

Clique aqui para acessar o Canal CRP no You TubeInscreva-se no CanalE aqui para curtir nossa página no Facebook.

  • Abraços críticos e fraternos na luta pela justiça e pela paz sociais.
  • Dom Orvandil, OSF: bispo cabano, farrapo e republicano, presidente da Ibrapaz, bispo da Diocese Brasil Central e professor universitário, trabalhando duro sem explorar ninguém.

Irmanados no... 

Compartilhar:



Responder

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.
Os comentários expressam a opinião de seus autores e por ela são responsáveis e não a do Cartas Proféticas.