Caio Prado

Caio Prado: “Precisamos falar de política, a nossa luta é pela resistência popular”

Num belíssimo, riquíssimo e emocionante poema o cantor Caio Prado nos convida a falar do que realmente interessa: de política, dos direitos ameaçados, da democracia feita lama carregada por malas de dinheiro, destruidos, mas de resistirmos, principalmente.

Enquanto dormimos, bebemos, cruzamos os braços e dizemos que “eles, os políticos, são todos iguais”, a classe dominante decadente, unida ao fascismo e ao que há de pior moral e humanmente, nos golpeia.

Caio Prado nos conclama a risitir ocupando as ruas e as praças. Leia e escute o poema e a música “Golpista”.

Leia abaixo o poema e acesse o vídeo na sua página no Facebook.

Colabore com o Cartas Proféticas que analisa as notícias, busca os nexos com o todo, com as causas e os efeitos e critica  propositivamente.

Enquanto você dorme
Eles planejam um novo golpe
Dão armas aos fascistas
Eles são falsos moralistas

Enquanto você ri
Eles dão curso ao retrocesso
Conspiram ministérios
Eles sustentam privilégios

Transformam o oprimido em opressor bandido
Legislam pela redução da idade penal
Reprimem manifestações com militares
Iludem livremente em rede nacional

Precisamos falar de política
A todo custo a praça pública ocupar
Precisamos falar de política
A nossa luta é pela resistência popular

Enquanto você dorme
Eles planejam um novo golpe
Grampeiam o seu sono
Eles são ratos desumanos

Enquanto você ri
Eles torturam o seu passado
E se você não pensa
Os mortos não estão na imprensa

Massacram todo dia pobre nas favelas
Defendem morte como pena pra marginal
Revogam previdências de trabalhadores
Governam para a exploração do capital

– Ficha técnica –

Produção: Meduzza
Direção e Fotografia: André Hawk
Assistente de Direção: Lara Lazzaretti
Desenho de luz: Bruno Polo
Captação de som e Mixagem: Marcelo Durham Castilho
Edição: João Paulo Rodrigues
Assistente de edição: Felipe Coutinho
Cor: Andre Hawk e João Paulo Rodrigues

Compartilhar:



Um Comentário

  1. Muito Boa a música, temos o dever s compartilhar!

Responder

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.
Os comentários expressam a opinião de seus autores e por ela são responsáveis e não a do Cartas Proféticas.