lula_margaridas

Carta de Lula às Margaridas sinaliza que as prisões dos poderosos e dos traidores não impedem o amor pelo povo

O ex presidente Luiz Inácio Lula da Silva, aprisionado na masmorra do imperialismo a quem  serve a republiqueta cloacal de Curitiba , em carta às mulheres dos campos, águas, matas e florestas mostra sua consciência coligada com as grandes causas que pulsam nas almas das Margaridas em marcha em Brasília.

Destaco alguns pontos na carta de Lula.

 Primeiro, o texto mostra o quanto o ex presidente acompanha apaixonadamente os acontecimentos econômicos e políticos em nosso país, sem se alienar e abater pelo isolamento da prisão injusta.

Ao contrário da gangue servil aos propósitos demolidores do Brasil pelo imperialismo, que se move no poder com disposições criminosas de se autocompletar roubando através de cargos para familiares e amigos e anexar as estatais à ganância internacional, ferindo de morte pela fome e pela miséria a milhões de brasileiros, Lula se refere ao governo dele como quem governou “… com a generosidade de uma mãe, que cuida de todos, protegendo os mais fracos.”

O presidiário político da máfia lavajatista mostra que os muros que  impuseram entre ele e o Brasil não conseguem separá-lo do povo.  Não, o que separa o governo e o Estado, distanciando-os como por milhões de quilômetros , não são paredes, mas o ódio que gera injustiças e destruição da dignidade de vida digna, pela qual marcham as Margaridas. “Agora o Brasil é governado pelo ódio e loucura daqueles que falam fino para os poderosos, mas fingem-se de valentes contra os indefesos”, escreveu o grande líder.

Leia a análise e as lições que o povo argentino nos dá com a vitória nas prévias: Argentina acende fogo nas trevas desgraçadas do neoliberalismo. O Brasil será atingido pelo que lá se incendeia!

Segundo, Lula ressalta que o projeto de governo dele era pleno de programas marcados e agendados pela inclusão social no cumprimento da Constituição que o povo brasileiro construiu após expulsar do governo a ditadura com seus torturadores e assassinos.  Como especialista em povo, com a alma pulsante do refugiado da fome e da miséria grassantes no Nordeste devastado pelo abandono desde a colonização e sua monocultura,  o filho de Pernambuco escreveu: “para cada objetivo desse, da dignidade que nossa Constituição promete ao nosso povo, criamos programas sociais, políticas públicas, ouvindo a população, movimentos sociais e especialistas. Bolsa Família, Luz para Todos, Minha Casa Minha Vida, Reforma Agrária, Cisternas, Programa de Aquisição de Alimentos, apoio para cooperativas agrícolas e de extrativismo, Prouni e FIES, Brasil Sorridente, valorização do salário mínimo. Todos no mesmo sentido e objetivo: cuidar e promover a dignidade do povo brasileiro, nossa soberania, solidariedade, dignidade e independência”, bradou Lula.

Terceiro, Lula, como herói nacional vivo,  respeitado pelo mundo inteiro,  não se permite abater pelo medo e pelo desespero. Nem há como. Quem ama o povo e por ele se entrega como mãe que protege os filhos não teme os que prendem porque ele, Lula,  sabe  que são delinqüentes, marginais, movidos pelo ódio que paralisa e mata.

Quem tanto se nutre da aliança com seu povo, com seu país e com sua pátria ameaçados não perde a esperança nem precisa mentir. Cabe a Lula unir, regar nosso povo de esperança e ânimo para a luta.

Leia a experiência dura mas rica em aprendizado da Psiquiatra Márcia Tigani com um adolescente de família fascista.

Importa-nos ultrapassar as marchas e os espetáculos com objetivos de protestar e de tentar emocionar os canalhas e traidores. Eles não têm consciência, moral nem respeito e nunca se comoverão com o mal que fazem! É preciso derrubá-los para que nosso povo brasileiro volte “… a ser tratado com o respeito que merece. As mulheres da nossa terra voltarão a ter o respeito e carinho que merecem. O ódio não vencerá o amor. O medo não vencerá a esperança. A grosseria não vencerá a solidariedade”, escreveu Lula num texto vivo e cheio de amor.

Enquanto os idiotas e tiranos agridem, ofendem e caluniam os líderes do povo amam e são agradecidos, como Lula expressa na despedida que faz às Margaridas e ao povo brasileiro:  “obrigado pelo abraço, pelo carinho. Sigamos em frente, sem medo de sermos felizes. As margaridas chegaram e eles não tem como deter a primavera.”

Leia abaixo a integra da carta do ex presidente Lula às Margaridas de todo o Brasil, em marcha em Brasília.

Antes acesse, leia e compartilhe:

“O Brasil elegeu um idiota”, mancheteia um dos maiores e mais antigos jornais da Áustria sobre Bolsonaro.

Com a cabeça cheia do que recomenda aos brasileiros fazerem dia sim e dia não Bolsonaro desfere mentiras, medos e ameaças sobre a Argentina;

 Glória Maria e Sérgio Chapelin mentem descaradamente no Globo Repórter;

Nas marchas e démarches levaram o Brasil à intermitência mental e intestinal;

O povo nas ruas, o desemprego fulmina, abandono na saúde e na educação, mas quem faz acordo é a elite mafiosa;

Sérgio Moro culpou as mulheres pelas violências que sofrem.

“Queridas Margaridas,

Fiquei muito feliz em receber a carta de vocês, e saber que a Marcha das Margaridas segue forte, na luta por mais direitos e um Brasil mais justo para as mulheres do campo, das florestas e das águas.

Estávamos começando a construir um país melhor, com inclusão social, um país filho da democracia, da liberdade de pensar, de falar, de se organizar e escolher seus governantes. Um país onde nenhuma mãe teria o sofrimento de não ter o que dar para o seu filho comer. Onde a energia elétrica chegue em todas as casas. Onde quem quer trabalhar no campo tenha terra para plantar, apoio para a colheita e a venda dos frutos do seu trabalho. Onde as famílias tenham casa própria. Onde os jovens tenham oportunidade de estudar, de fazer uma faculdade ou um curso técnico. Onde as pessoas tenham oportunidade de emprego e vida digna. Onde as mulheres estejam protegidas da violência doméstica pela Lei Maria da Penha. Onde as pessoas possam sorrir.

Para cada objetivo desse, da dignidade que nossa Constituição promete ao nosso povo, criamos programas sociais, políticas públicas, ouvindo a população, movimentos sociais e especialistas. Bolsa Família, Luz para Todos, Minha Casa Minha Vida, Reforma Agrária, Cisternas, Programa de Aquisição de Alimentos, apoio para cooperativas agrícolas e de extrativismo, Prouni e FIES, Brasil Sorridente, valorização do salário mínimo. Todos no mesmo sentido e objetivo: cuidar e promover a dignidade do povo brasileiro, nossa soberania, solidariedade, dignidade e independência.

Simples, não? Mas cuidar de quem precisa parece que incomoda certas pessoas.

Procuramos governar com a generosidade de uma mãe, que cuida de todos, protegendo os mais fracos. Agora o Brasil é governado pelo ódio e loucura daqueles que falam fino para os poderosos, mas fingem-se de valentes contra os indefesos.

Por isso mesmo eu quero muito cumprimentar a coragem verdadeira dessa marcha que leva as mulheres do campo para verem e serem vistas pelos poderosos de Brasília. Olhem bem para eles. E que eles enxerguem o povo da nossa terra a quem devem respeito, para quem deviam trabalhar e proteger a nossa soberania.

Queria estar com vocês mais uma vez na marcha. Será que outros presidentes que não os do PT marcharam com as mulheres do campo? Mas mesmo que eles coloquem paredes para me impedir de estar aí fisicamente, continuamos juntos, lado a lado, nessa marcha.

Esse momento difícil de hoje passará. Ele não é fim da nossa caminhada. Ele é apenas uma pausa na construção do Brasil que queremos: justo, com soberania popular, democracia, justiça, igualdade e livre de violência.

O povo brasileiro voltará a ser tratado com o respeito que merece. As mulheres da nossa terra voltarão a ter o respeito e carinho que merecem. O ódio não vencerá o amor. O medo não vencerá a esperança. A grosseria não vencerá a solidariedade.

Obrigado pelo abraço, pelo carinho. Sigamos em frente, sem medo de sermos felizes. As margaridas chegaram e eles não tem como deter a primavera.

Viva as Margaridas!
Viva o Brasil!
Viva o Povo Brasileiro!

Luiz Inácio Lula da Silva”

Um comentário

  1. […] Acesse, leia e compartilhe, também: Carta de Lula às Margaridas sinaliza que as prisões dos poderosos e dos traidores não impedem o a… […]

Deixe um Comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.