católicas pelo aborto

Católicas e evangélicas argumentam que a proibição do aborto é machismo e assédio contra as mulheres

Uma das fundadoras do grupo, Maria José Rosado-Nunes é professora da PUC-SP | Foto: CDD

Católicas romanas do Brasil e do mundo argumentam que o olhar sobre o aborto proibitivamente é ausência da valorização das mulheres, que não são escutadas nem respeitadas.

Até mesmo durante a luta preferencial pelos pobres nunca se olhava para as mulheres como sujeito do processo da luta e de direitos ao seu próprio corpo.

Evangélicas pentecostais contam sobre o elevado número de assédios sofridos pelas mulheres, que tudo suportam caladas nas igrejas. Na ONG Evangélicas 40% das mulheres vítimas de violências são evangélicas, agredidas pelos mesmos homens que se opõem ao aborto.

Acesse  a reportagem da BBC BRASIL.

Colabore com o Cartas Proféticas e aumente sua renda ajudando organizar seminários em sua cidade. Veja como.

Colabore com o Blog

Leia também: “Os que produzem cadáveres buscam a morte de Lula”

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com * são obrigatórios *