cp_aragão-card

Chimarrão Profético com o ex – Ministro da Justiça Eugênio Aragão: “O Brasil pós lava jato”

Nosso país sofre seguidos e gigantescos atentados e sabotagens, que  contam desgraçadamente com a participação impressionantemente imoral de brasileir@s, muit@s profissionais públicos pag@s pelos impostos da sacrificada e explorada classe trabalhadora.

O mal afamado e mentiroso “mensalão do PT” e a putrefata lava jato se constituíram nas mais escandalosas trincheiras a partir das quais traidores/as da Pátria, feitos molques imundos, assacaram bombas de alto poder destrutivo contra a soberania, a economia e o desenvolvimento do Brasil.

O golpe de Estado que derrubou a Presidenta Dilma Rousseff, a eleição do protofascista e miliciano Jair Bolsonaro resultaram da tal guerra híbrida promovida pelos Estados Unidos contra o Brasil, que trouxe  a destruição da economia, do Estado brasileiro e dos empregos de milhões, que jazem na pobreza e até na miséria atualmente, como consequência do terrorismo arrasa pátria.

Nesta terça feira, no Programa Chimarrão Profético, conversaremos com o ex – Ministro da Justiça da Presidenta Dilma, o Dr. Eugênio de Aragão, um dos homens mais esclarecidos sobre os bastidores do terror armado e projetado contra o Brasil e as notáveis consequências e desastres ao povo brasileiro, desembocando-se na própria situação da saúde com o elevado número de contaminações de mortes pela COVID 19, um verdadeiro genocídio deliberado.

O Dr. Eugênio Aragão é Subprocurador-geral da República aposentado, advogado, professor da Faculdade de Direito da UnB, ex-Ministro da Justiça, é doutor em direito pela Ruhr-Universität Bochum (Alemanha) e Mestre em Direito internacional dos direitos humanos pela University of Essex (Reino Unido).

Apoie este projeto com sua doação com o seu melhor valor. Pelo  Pix domorvandil@gmail.com .

Leia e veja mais abaixo. Compartilhe:

Dê likes, inscreva-se, ative o sininho, comente e compartilhe

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe um Comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.