cumppridão autoritário

Cientista político acerta ao criticar o fundamentalista evangélico Deltan Dallagnol, que usa o MPF como agência de palestras

O cientista político Robson Sávio Reis Souza afirmou em sua página no facebook que o procurador Deltan Dallagnol faz do Ministério Público Federal uma “agência paraestatal”.

O dicionário da língua portuguesa Michaelis define paraestatal  como “instituição que, embora não faça parte da administração do Estado, colabora na oferta de serviços, a fim de atender às necessidades da população.”

Ora, o rapaz da lava jato, aquele do power point cheio de convições, é um funcionário público pago com alto salário retirado da mais valia dos trabalhadores. Porém. achando-se um enviado divino, segundo as convicções teológicas que não respeitam a ciência, a realidade e a verdade dos fatos, moralista como todos os fariseus, usa o ministério público federal como trambique, como balcão para vender suas palestras falando bobagens e acusando sem provas as pessoas, como já mostrou Marcelo Auler aqui.

Como cientista, sim como observador atento e sensível aos fatos, o professor Robson Sávio Reis Siuza disse e denunciou com razão que   “numa sociedade minimamente democrática, todas as pessoas e instituições são passíveis de controle externo, justamente para evitar a tirania e os arroubos autoritários daqueles que não se submetem à lei e à Constituição. O filhote da ditadura, serviçal do tio Sam, não tem nenhum constrangimento em se colocar acima da lei e da Constituição. Ele e seus parças podem tudo: ‘Ninguém pode mandar no que a gente faz’, disse despudoradamente e sem constrangimento aquele que faz do MP uma agência paraestatal”.

O professor Robson se refere a afirmações que o procurador autoritário de direita fez após  palestra numa faculdade em Nova Lima,  na noite deste sábado, 23/09/, região metropolitana de Belo Horizonte, mandando  um recado à nova procuradora geral da República, Raquel Dodge. “Ninguém pode mandar dizer o que a gente faz ou deixa de fazer em Curitiba”, como noticiou O Tempo Política.

Colabore com o Cartas Proféticas que analisa as notícias, busca os nexos com o todo, com as causas e os efeitos e critica  propositivamente.

Compartilhar:



Responder

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.
Os comentários expressam a opinião de seus autores e por ela são responsáveis e não a do Cartas Proféticas.