estadão_veneno

Como cadela adestrada do mercado e da matilha golpista o Estadão passa mãos delicadas em Bolsonaro

Por Dom Orvandil

Todos sabemos que o jornalão, com suas pesquisas superficiais de opinião por telefone, como pescarias de caniços podres em água turvas, é apenas uma cadela adestrada do mercado golpista e neoliberal, praticante das cartilhas das macros mentiras e calúnias que infestam o mundo e “imundiciam” as massas.

Ao lado da mídia matilha, puxada por patrocínios corruptos dos poderosos antipatrióticos nacionais, os editoriais do estadão de mentiras  são boletins orientados pelos bancos e pelas corporações, enviando recados para os milicianos que apodrecem  o país, alimentando as boiadas com suas poluídas linhas políticas.

Uma só frase do editorial do Estadão de miséria  de hoje midiática, dia 13/01, dá uma idéia da superficialidade, deboche e falta de respeito ao povo brasileiro ao tratar a pior e mais cancerígena praga que este país já teve à frente do governo.

Eis a profundidade menor do que o fundo de uma colherinha de chá da análise do jornal do mercado sobre essa coisa miliciana chamada Bolsonaro:  “No início de seu segundo ano, o governo de Jair Bolsonaro dá claros sinais de estar sem rumo definido”.

Entre a tal falta de orientação e de coordenação alegada pelo editorial destaca  o  chororô,  escrevendo bobagens sobre perfumarias feitas de pó de serragem como a  concessão de  subsídio às  contas de luz para templos religiosos de grande porte e a extinção do Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT), nada diz da falência da indústria,  da produção e da submissão aos apetites da guerra de Trump. 

É esse o papel mesquinho, sem vergonha e de má fé dessa mídia. Como porta voz do império capitalista faz jogo de sena para ludibriar,  curvado-se entre os destroços do país em franca destruição, venda, submissão,  estupro pelos monopólios internacionais, corrupção e cinismo da gangue que nos desgoverna de propósito  para catar na lama pequenas quinquilharias para enfiar na orientação política para a falsa classe média.

Como parte da tempestade de analfabetismo dominante em todos os âmbitos inundados deste país,  a página editorial tenta desviar a atenção para besteiras e nada diz sobre o rumo calculado pela máfia internacional em conluio com os milicianos e fascistas brasileiros,  que “sabem”  muito bem o rumo do desastre por onde empurram o país.

Querer cobrar rumo e coordenação da laia como os milicianos do desgoverno fantoche, fundamentalista,  supersticioso e ignorante de Jair Bolsonaro é a mesma coisa que tentar evitar raios de desejeções incontroláveis de um cadáver  com diarréia.

O Estadão de miséria jornalística faz demagogia e mente descaradamente no desempenho de sua desgraça golpista.

Verdade mesmo escreveu o leitor  Marcos em comentário à “análise”  miserável de seriedade. “Nunca houve e jamais haverá (oxalá!) um desgoverno – como previram todos os lúcidos e éticos – tão desqualificado, incompetente, insano, escroto, miliciano, de baixíssimo capital cultural, corrupto, fascistóide, inconsequente, tosco, aberrante, destruidor, conflituoso, bestial e, até mesmo, surreal, com terra-planismo, “G-zuis” trepando em goiabeira e outras absurdidades inimagináveis. Socorro! Fora já, bolsona e leve os bolso-filhotes junto…antes que sejamos um Congo latino, piorado, credo! A tendência só pode ser piorar a cada dia e quanto mais piorar, mais PÉSSIMO ficará. A estupidez e a insanidade não têm limites…”, completou o leitor, que deveria ser contratado para escrever os editoriais do Estadão.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

5 Comentários

  1. O Estadão é mídia mentirosa que faz política de afago no miliciano Bolsonaro coando mosquitos e engolindo elefantes. Acesse e compartilhe somente o link do Cartas Proféticas: http://cartasprofeticas.org/como-cadela-adestrada-do-mercado-e-da-matilha-golpista-o-estadao-passa-maos-delicadas-em-bolsonaro/

  2. […] Como cadela adestrada do mercado e da matilha golpista o Estadão passa mãos delicadas em Bolsonaro; Apesar das bombas, guerras e destruições terroristas dos USA a vida resiste e avança. […]

  3. […] *Como cadela adestrada do mercado e da matilha golpista o Estadão passa mãos delicadas em Bolsonaro; *Apesar das bombas, guerras e destruições terroristas dos USA a vida resiste e avança. […]

  4. […] *Como cadela adestrada do mercado e da matilha golpista o Estadão passa mãos delicadas em Bolsonaro; […]

  5. […] *Como cadela adestrada do mercado e da matilha golpista o Estadão passa mãos delicadas em Bolsonaro. […]

Deixe um Comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.