sérgio moro_engambelador

De olho nos votos dos pobres o marreco de Maringá faz demagogia com a erradicação da pobreza

Sérgio Moro como ex juiz, ex ministro do governo de sua excrescência miliciana genocida Jair Bolsonaro não nos interessa nem ao povo brasileiro. Mas o ingresso que o marreco de Maringá faz no partido botox, com claro propósito de candidatura a presidência da república, nos importa pela razão da continuidade do golpe de Estado abastecido por ele em 2016 e em 2818.

A ave de azar lavajatista não morreu nem foi fulminada por nenhuma arma de caçador. Pelo contrário, é preciso que prestemos a atenção na missão do inferno que ela representa.

Aqui no Site Cartas Proféticas Sérgio Moro é bastante dissecado e o fizemos, por último,  sobre um trecho do discurso que fez no ato de filiação no partido de Álvaro Dia a respeito da questão política, que ele perseguiu desde a infância na defesa dos interesses burgueses e de direita. Aliás, sobre fazer política  fez promessa ao seu pai à beira da morte de tudo faria para manter o legado da ditadura fascista militar.

Uma das lupas a usarmos para enxergarmos racionalmente o perigo de nova enganação golpista  que representa o energúmeno apoiado pela Globo é a letra do discurso lido por ele.

O marreco é verdadeiro quando defende os interesses do mercado,  desfilando com imensa  cara de pau as mentiras sem fim, eivadas de oportunismos e enrolação do povo brasileiro.

Um dos alvos do discurso viciado, demagógico, hipócrita na alusão à justiça social, são os pobres.

Ora, o marreco, investido de imensa e imensurável maldade, sabe muito bem que  é um dos promotores de pobreza e de miséria em nosso país. A atuação dele à frente da gangue javajatista foi mais devastadora do que guerra na desarticulação da economia do país e na morte.

Com o seu punitivismo destrutivo a favor dos interesses dos Estados Unidos e das corporações do petróleo e dos bancos Moro, ao acabar com as maiores empresas nacionais brasileiras, jogou no desemprego milhões de trabalhadores altamente qualificados, que receberam bilhões de reais de investimentos do país na sua formação e qualificação para servirem nossa pátria. Daí, desde as fontes de empregos diretos aos indiretos, as melhores mãos de obra foram desativadas e postas nas ruas como motoristas de aplicativos e até como vendedores de quinquilharias em semáforos.

Além disso, o tal projeto que atua na mente oca do candidato da Globo e do mercado, é parte de uma sucessão histórica de abandonos e de expulsão de milhões de brasileiros para as bordas da sociedade, na fome e na miséria.

E é a esses milhões de pessoas, que também são eleitoras, que o macro ex dono da republiqueta falida de Curitiba se dirige demagogicamente, acenando com palavras vazias, mas com densa e cruel demagogia.

O macabro sabe que a pobreza, a miséria, o analfabetismo, o desemprego e o genocídio são consequências de um projeto da casta escravocrata e capitalista dominante.  

Cruel, desumano e cara de pau, como o é a casta mafiosa dominante, Moro jamais desperdiçaria este imenso exército de reserva eleitoral que, no imaginário dele, por se tratar de pessoas desesperadas, adeririam às suas promessas hipócritas e descarregariam os votos como as crianças fazem ao jogarem migalhas de pães aos marrecos nos lagos.

Por isso, com enorme falta de vergonha na cara, Sérgio Moro falou que os pobres são uma de suas prioridades quando afirmou  que “…nosso projeto será erradicar a pobreza, acabar de vez com a miséria.”

Acostumado com  sua atuação lavajatista mafiosa encara essa tal de erradicação da pobreza, coisa que a burguesia que ele representa nunca fez, o marreco afirmou  “…que, como medida prioritária, sugerimos a primeira operação especial: a criação da Força-Tarefa de Erradicação da Pobreza, convocando servidores e especialistas das estruturas já existentes.”

Cínico, estúpido e orientado pela má fé, o marreco entupido demagogicamente reduz a miséria e a pobreza no Brasil à mera questão caritativa e a ser eliminada por atuação de cima para baixo pelas mãos de forças-tarefas, como o foram e fizeram  ele e os procuradores da republiqueta cloacal de Curitiba.

Nosso alerta deve se acender junto ao povo, na mobilização das vítimas das políticas econômicas dos jogadores em campos da fome, da miséria e do extermínio dos pobres, que chutam a bola da injustiça econômica e da exclusão de direitos para depois correrem na direção das vítimas fingindo solidariedade, sempre na tentativa de seduzir seus votos, para depois abandoná-los no desprezo e na marginalização de seus direitos.

Basta de salvadores da pátria e de messias do capitalismo neoliberal e desumano!

Abraços proféticos e revolucionários,

Dom Orvandil.

*******************************************************************************************************

Apoie este projeto com sua doação  pelo  Pix domorvandil@gmail.com.

Acesse e leia mais. Compartilhe:

PROGRAMAÇÃO DO CANAL E DO SITE CARTAS PROFÉTICAS

– Chimarrão Profético: todas as terças e quintas feiras, às 11 horas;

– Leitura Profética: todas as quarta feiras, às 11 horas;

– Fé e  Luta: todos os sábados, às 11 horas;

– Mergulho nas Notícias: todas as segundas feiras, às 10 horas;

– Arte e Vida: todas as sextas feiras, às 19 horas;

– Reflexão do Evangelho: todos os domingos (programa gravado);

– Vigília e Resistência na Pandemia;

– Impactos das Notícias: notícias analisadas a qualquer momento (ao vivo).

Inscreva-se, ative o sininho, comente, dê likes, compartilhe e apoie sempre!

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe um Comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.