LONDON, ENGLAND - JUNE 12: (EDITOR'S NOTE: Alternative crop #1233413604) Former leader of the Labour Party, Jeremy Corbyn, addresses demonstrators gathered for a Justice for Palestine protest outside Downing Street on June 12, 2021 in London, England. In May 2021 Israel launched an 11-day aerial bombardment of Gaza, killing 248, including 66 children and with more than 1,900 wounded. Hamas bombings in Israel during the same period have killed 12 civilians including two children. Many pro-Palestinian groups have protested in cities around the world following the latest attacks.  (Photo by Chris J Ratcliffe/Getty Images)

Denúncia: a vida é ameaçada no planeta por causa dos interesses mesquinhos dos poderosos internacionais

Senti imensa alegria por saber da  voz profética do líder do Partido Trabalhista inglês, Jeremy Corbyn, em denúncia de que “a crise climática é uma questão de classe”.

Além da gigantesca agressão que nosso planeta sofre vivemos a terrível sensação da solidão e ou do grito desesperado no deserto, sem audiência, sem coesão popular e sem decisão na salvação do meio ambiente, agora totalmente ameaçado, com a terra não suportando mais o modelo capitalista de relação ambiental.

Jeremy Corbyn ergue a voz dos trabalhadores diante de um dos centros do imperialismo, a Inglaterra. “Estamos vivendo as consequências de um sistema que coloca os bilionários em primeiro lugar e o resto de nós por último. Precisamos travar uma guerra de classe para transformar nossas economias e salvar a humanidade do apocalipse climático”, clama Jeremy.

Nem mesmo as empresas gigantes, extratoras e comerciantes dos combustíveis fósseis negam a aproximação da humanidade, principalmente os trabalhadores e os pobres, do holocausto previsto.

“A gigante do petróleo Exxon previu mudanças climáticas na década de 1970 – antes de passar décadas negando publicamente a existência dessas mudanças.

O sistema político e econômico em que vivemos não produz mudanças climáticas por acidente, mas intencionalmente, recompensando grandes poluidores e extratores de recursos com superlucros.

Este é nosso legado histórico. No Reino Unido, fortunas da era imperial foram feitas a partir do petróleo de lugares como o Golfo Pérsico, onde a Grã-Bretanha patrocinou um golpe antidemocrático na década de 1950 para preservar os lucros da Anglo-Iranian Oil Company (AIOC). A AIOC mais tarde se tornou British Petroleum (BP), que continua a bombear centenas de milhões de toneladas de carbono na atmosfera do Golfo do México ao Cáspio. E muito do dinheiro fóssil do mundo é administrado por instituições financeiras da cidade de Londres, especializadas em administrar os lucros do petróleo”, grita o líder trabalhista inglês.

O resultado da concentração desse poderio nas mãos de poucos donos do petróleo e da indústria militar no mundo é o aumento dramático de inundações, secas e incêndios florais que lamberam queimando a Sibéria, o Canadá, a África Ocidental, a Califórnia e parte significativa da Europa em 2020. “As tempestades intensas aumentaram dois quintos neste século. As piores estão três quartos mais fortes do que eram na década de 1950, e furacões, que aconteciam apenas raramente, agora são comuns”, alerta o texto de Jeremy Corbyn.

Com o empobrecimento das terras e os riscos à vida humana milhões de pessoas se transformam em desterradas e emigrantes. Daí, para a fome e para a miséria, são poucos passos.

Os países investem milhões de dólares e de euros desviados dos cuidados e proteção da muralha verde de árvores e plantações para equipamentos de vigilâncias e chacinas de multidões nas entradas das fronteiras, tudo para proteger os lucros e os patrimônios dos poderosos.

Em contradição ao inferno criado pelo modelo capitalista de esgotamento da vida no planeta em privilégio aos lucros e aos poderosos, diz Jeremy Corbyn o que sempre afirmamos aqui, da necessidade de as comunidades, universidades, até mesmo crianças, adolescentes, jovens, a classe trabalhadora e todas as populações atingidas, como os indígenas na Amazônia, os quilombolas e as reservas de resistência nas favelas e nos sindicatos nos mobilizarmos.

“A crise climática e ambiental é uma questão de classe. São as pessoas mais pobres nas comunidades da classe trabalhadora, nas cidades poluídas e nas comunidades insulares de baixa altitude que sofrem primeiro e mais fortemente com esta crise.

Mas ainda temos o poder de mudar isso. Em 2019, crianças em idade escolar em greve pela ação climática capturaram a imaginação e a atenção de pessoas ao redor do mundo da noite para o dia. Se elas podem fazer isso, nós também podemos. Nossa resposta ao “alerta vermelho” climático deve ser trabalhar em nossas comunidades, na política, nas escolas e universidades, em nossos locais de trabalho e com nossos sindicatos para exigir e conquistar um planeta habitável – e um sistema que coloque a vida humana e o bem-estar em primeiro lugar”, conclui A crise climática e ambiental é uma questão de classe. São as pessoas mais pobres nas comunidades da classe trabalhadora, nas cidades poluídas e nas comunidades insulares de baixa altitude que sofrem primeiro e mais fortemente com esta crise”, conclama o membro do parlamento do Partido Trabalhista por Islington North, Jeremy Corbyn .

Leia a íntegra desta postagem no Site Jacobin.

Abraços proféticos e revolucionários,

Dom Orvandil.

*********************************************************************************************************

PROGRAMAÇÃO DO CANAL E DO SITE CARTAS PROFÉTICAS

– Chimarrão Profético: todas as terças e quintas feiras, às 11 horas;

– Leitura Profética: todas as quarta feiras, às 11 horas;

– Fé e  Luta: todos os sábados, às 11 horas;

– Mergulho nas Notícias: todas as segundas feiras, às 10 horas;

– Arte e Vida: todas as sextas feiras, às 19 horas;

– Reflexão do Evangelho: todos os domingos (programa gravado);

– Vigília e Resistência na Pandemia;

– Impactos das Notícias: notícias analisadas a qualquer momento (ao vivo).

Apoie este projeto com sua doação  pelo  Pix domorvandil@gmail.com.

Acesse e leia mais. Compartilhe:

Inscreva-se, ative o sininho, comente, dê likes, compartilhe e apoie sempre!

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe um Comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.