governo miliciano

É claro que Bolsonaro é um miliciano que faz um governo mafioso

Caríssimo irmão Adm. Wesley Divino, de Belo Horizonte, MG.

Cumprimento-o pela consciência e coragem em romper com igreja água com açúcar de teologia pé de goiabeira, comprometida com o fundamentalismo e com o fascismo dos infernos!

Os gritos que se levantam lá do lado da pequena burguesia ajudam, mas não tocam na essência da mafiosidade de Bolsonaro, o capitão do matagal de laranjas.

Todos reclamam da camiseta de salame que o mafioso usou no Palácio do Planalto numa reunião de ministros da laia dele, fotografados em pouse displicente de braços cruzados, imitando o chinelão populesco.

A postura marginal da filharada miliciana é fator desgastante para o desgoverno que empurra o Brasil para o lixo da decadência do capitalismo orgânico, mas ainda não é explicação para o caráter mafioso do bufão convalescente.

A ameaça de espionagem da CNBB por parte de um general de pijama funcionou mais como bode numa sala do que como cupim que come o já podre desgoverno miliciano.

O laranjal, que não incomoda o caipira moralista Sérgio Moro, sinceramente não surpreende a quem sempre soube que a tal caçada à corrupção nunca passou de colaboracionismo golpista a favor da grande máfia internacional e como técnica de enganar a opinião pública, como parte do programa de desgoverno dos mafiosos.

As dúvidas se houve facada ou, na verdade,  se trata de câncer, que até levou uma jornalista famosa a se “enganar”, num ato falho revelador,  mencionando última dose de quimioterapia, o mais importante do fato em si, além de ser grave pela enganação de todo um processo eleitoral e do pais inteiro, também não surpreende porque os passos em favor da grande família mafiosa internacional foram dados antes, com o golpe de Estado, com judiciário mentindo para perseguir inocentes e favorecer as quedas das barragens políticas nacionais da justiça e da paz.

O que faz o ambiente ser assim tão descontraído para Jesus em goiabeira, para pastores picaretas nomearem ministros, para juiz cara de pau abandonar o judiciário para abrir alas a fábricas e comércio de armamentos, para presidente pé de chinelo da burguesia mais nefasta agredir o país com gestos de uso de armas como símbolo de governo, para a indústria e entrega aos milhões de laranjais, para prender e manter preso o maior líder político do Brasil, com Lula acusado de culpas que não tem num processo mentiroso, sacana, primário e indigno de ser usado em privada de hospício, para a matança de negros pobres e o assassinato dos direitos dos trabalhadores a ter previdência social digna são os compromissos com a máfia internacional neoliberal.

O Brasil se divide grosseiramente entre os milicianos que o desgovernam, todos criminosos que deveriam ser presos em cadeias de segurança máxima, condenados a prisão perpétua com prestação de serviços pesados na construção de estradas e casas populares e o povo que precisa ser organizadamente mobilizado.

O desgoverno Bolsonaro não escandaliza por essas mesquinharias que leva bolsonaristas à decepção com seu mito de pés de esterco, mas porque integra a máfia internacional neoliberal empenhada no roubo de petróleo, de matas, de terras, de água, de ouro e de todas as riquezas subsolares, incluindo o nosso rico e intenso território, assaltado e roubado desde o Brasil colônia de Portugal.

Os milicianos assassinos e ladrões instalados no Palácio do Planalto, lá chegados num processo golpista muito sujo e sem surpresa, têm que ser expulsos de modo exemplar e suas raízes maléficas arrancadas para nunca mais assombrarem o país e a democracia!

Nossa luta, que já começou e não pede licença para os mafiosos traidores da pátria nem para os capitalistas do império decadente nem teme ameaças de falso fantasma que não assusta nem crianças, busca arrancar as vendas dos olhos de nosso povo e levantá-lo na luta para expulsar os entreguistas, bandidos e servis dos mafiosos internacionais.

Durante a movimentação do falso impeachment os canalhas mafiosos do Congresso Nacional, em conluio “com o supremo e tudo” mencionavam umas tais vozes das ruas, as mesmas que os defenestraram na eleições corrompidas, de agora em diante serão mais do que vozes, serão multidões parando o Brasil para expulsar os cooperadores da máfia da guerra e de assalto nacional e internacional.

Será isso ou o fim do Brasil.

Abraços críticos e fraternos. Que ninguém solte a mão de ninguém!

O Cartas Proféticas precisa de sua contribuição.  Clique e faça sua preciosa colaboração doando o valor que lhe paracer mais justo e possível.  Neste link você encontra a conta para fazer seu depósito solidário. Muito obrigado e abraços. 

Deixe um Comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.