prática

Elin Ersson: uma atitude vale mais do que mil declarações de intenções!

A sueca Elin Ersson impediu a deportação de um refugiado afegão, barrando um avião de decolar de Gutemburgo na Suécia.

A compaixão ousada da jovem sueca se explica pelo fato de ir além das aulas na universidade como estudante de serviço social. Ela é ativista dos direitos humanos.

Quem é ativista e militante vai da ignorância da realidade ao conhecimento,  porque estuda coletivamente;  das intenções alienadas às ações práticas ousadas de denúncia e de repercussão.

Aliar estudos teóricos com a prática que muda o mundo é próprio dos militantes. Estes não se contentam com uso fútil da internet nem com se queixar da vida, sem mover as pedras do caminho.

Os obstáculos foram substituídos pela resistência de Eli no enfrentamento dos que dentro do avião, confusos e de valores invertidos, tentaram barrá-la no seu protesto, transformando-se em aliados de sua causa.

Acesse o vídeo abaixo, curta, acione o sininho, inscreva-se e compartilhe.

Abraços. 

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com * são obrigatórios *