Lula-Moro maníaco

Em busca da verdade: O que a mídia esconde sobre o 2º processo contra Lula nas mãos de Moro

 no GGN de Luis Nassif

Enquanto multidões se entopem de mentiras e manipulações da mídia golpista suja e por milhares de aparelhos ideológicos a serviço da desgraça promovida por Sérgio Moro e sua lava jato, a jornalsita Cinta Alves investiga e pesquisa onde a verdade é escondida a ponta pés pelos mentirosos serviçais do desmonte do Brasil.

Jornalões preferem fazer estardalhaço com depoimentos como o de Palocci a colocar em xeque a atuação da Lava Jato de Curitiba, expondo tropeços e abusos.
Jornal GGN “Entrou na reta final a ação penal que definirá se a Odebrecht bancou com recursos ilícitos dois imóveis que teriam a finalidade de beneficiar Lula. Roberto Teixeira, advogado e compadre do ex-presidente, foi o último réu a ser ouvido, na terça (19), no âmbito deste que é o segundo processo contra o petista nas mãos de Sergio Moro.
Até aqui, o noticiário destacou os depoimentos de Lula, Marcelo Odebrecht e Antonio Palocci, sendo que este último – desesperadamente interessado num acordo de delação – foi o mais midiático, na visão da banca que defende o ex-presidente.
O que a grande mídia não tem destacado é que este é mais um processo que, a julgar pelas provas colhidas até o momento, não deveria sequer estar tramitando na jurisdição de Moro, pois os procuradores não conseguiram estabelecer qualquer elo entre o suposto favorecimento a Lula e dinheiro desviado da Petrobras.
Outro ponto central é que a denúncia original do Ministério Público foi desconstruída por uma série de depoimentos colhidos por Moro. Não há consenso, por exemplo, sobre a fonte dos recursos que a Lava Jato aponta como benefícios a Lula. A divergência fez com que o juiz Moro chegasse a alterar a peça acusatória para dar mais sentido à persecução penal. (Leia mais aqui)
Além disso, a mídia passou longe de deixar claro que Moro ajudou os procuradores de Curitiba na blindagem aos sistemas de comunicação e registro de propina da Odebrecht. O juiz até autorizou uma perícia no Drousys e MyWebDay, mas vetou que a defesa de Lula possa ter acesso à integra dos materiais, com a desculpa de que há informações sobre outros processos penais que estão sob sigilo.
Na prática, isso significa que o Ministério Público Federal pode ter pinçado dos sistemas trechos que foram usados para implicar Lula, e a blindagem de Moro serve para que a defesa tenha dificuldade de mostrar em que contexto esses dados estavam originalmente inseridos”, escreveu Cintia Alves.
Compartilhar:



Um Comentário

  1. o problema não é o que a mídia esconde...problema maior é o comportamento criminoso do juiz...
    como pode o tal juizeco em conluio com os procuradores falsificar documentos?
    por isso impediu que a defesa do Presidente Lula tivesse acesso aos documentos?
    o joaquim barbosa escondeu documentos para criminalizar réus do mensalão do PT... não respondeu por isso....
    o mensalão do psdb nem foi levado a julgamento... foi simplesmente ignorado pelo justiceiro...
    o togado curitibano aceita documentos falsificados.... para criminalizar o PT e o Presidente Lula...
    os denunciados do psdb.. pmdb.. dem e outros partidos... não vem ao caso..
    a farsa se repete... o primeiro saiu impune... e o togado curitibano... vai responder por isso?????

Responder

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.
Os comentários expressam a opinião de seus autores e por ela são responsáveis e não a do Cartas Proféticas.