Castrofismo

Emir Sader: “Contra o catastrofismo”

Emir Sader é um dos principais sociólogos e cientistas políticos brasileiros, além de colega colunista do site Brasil 247.

Além de intelectual profundo e rigoroso nosso sociólogo é absolutamente atento à realidade que se movimenta no cotidiano do Brasil e do mundo.

No Brasil a alegria, a esperança e o otimismo de nosso povo parecerem atropelados e feridos pelo golpe, que se abateu sobre nós como parte da crise capitalista mundial.

Emir não nega que os efeitos desse golpe são avassaladores em forma de desemprego e desgaste veloz da qualidade de vida.

Porém, o que avoluma essa crise é o que ele chama de castrofismo, a sensação de perda, de derrota e de impossibilidade de levantarmos dessa situação, dessa catástrofe temerosa e morosa.

Setores da  classe média oscilam de um lado para outro, de cima para baixo nessa catástrofe, sem encontrar saídas.

“Quase tudo o que se diz é real, embora as tintas às vezes sejam melancólicas e pessimistas demais. Mas o que fazer diante de um quadro tão difícil como esse? Se levarmos em conta essas vozes apocalípticas, não haveria nada a fazer. Resignar-nos a ser oposição impotente por tempo indefinido. Retirar-nos para nossos quarteis de inverno e esperar a tormenta passar – se é que ela vai passar, especialmente com a gente retirado”, escreve Sader.

Com sensibilidade científica na percepção histórica das dificuldades e das vitórias em circunstâncias ainda mais escuras, Emir Sader pensa e aconselha: “O catastrofismo é um caminho de derrota, de desânimo, de desmoralização, de renúncia. Temos consciência das difíceis condições que se dá a disputa atual. Mas não tínhamos condições menos difíceis durante o governo de FHC e fomos capazes de revertê-la e sair para o mais importante governo, até aqui, da história do Brasil. Porque tivemos tenacidade flexibilidade de ação e capacidade de liderança. Elementos que temos hoje, para de novo revertera situação a favor do povo, da democracia e do Brasil”.

Leia todo o artigo de Emir Sader no site Brasil 247.

Colabore com este blog.

Compartilhar:



Responder

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.
Os comentários expressam a opinião de seus autores e por ela são responsáveis e não a do Cartas Proféticas.