mp_derrotada

Esperanças insuficientes: empresariado golpista foi derrotado juntamente com o miliciano que apoiam na presidência maluca

A sua solidariedade ao Cartas Proféticas é fundamental e essencial para a manutenção deste trabalho e sua ampliação. Não lhe pedimos esmolas nem nos movemos pela exploração da economia popular. Reforce-a com seus contatos e amig@s: http://cartasprofeticas.org/colabore.

Acesse também e compartilhe o Canal Espiritualidade Revolucionária: https://www.youtube.com/channel/UC9WX….

Por Dom Orvandil (domorvandil@gmail.com).

Ontem analisei aqui o texto do ex presidente Lula sobre sua postura digna ao recusar a bandeira branca da falsa paz com os mentirosos, caluniadores da pior espécie e traidores da Pátria da lava jato.

Lula afirmou que não baixará a cabeça para quem mentiu contra ele. Na minha análise afirmo que Lula é representação, ainda que parcial, da nossa classe trabalhadora, do povo e dos pobres, as vítimas mais sofridas pela desumanidade dos capitalistas.

O grande desafio  impõe a que a classe trabalhadora seja representante dela mesma.

Na condição em si e por si mesma a classe trabalhadora, organizada, mobilizada, qualificando-se cada vez mais teórica e praticamente, imporá e acumulará derrotas aos ditos vitoriosos desde a escravatura, que só o são por cima das carnes, ossos e do sangue das pessoas que produzem,  sempre exprimidas e exploradas, estas sim de cabeça baixa.

Nas negociações salariais e nas pressões no Congresso Nacional os trabalhadores provam que são capazes de conquistar vitórias de caráter economicista,  mas apenas quebrando galhos no campo das leis, medidas provisória e emendas constitucionais.

Porém, são vitórias revistidas do significado de migalhas e de continuação humilhante da qualidade de vida dos trabalhadores.

É o que sinaliza o caso da MP 927 que se derrotou sozinha, caducando nas gavetas das presidências da Câmara e do Senado Federais, depois de passar pelas mãos da oposição ao desgoverno miliciano e de assombrar os “carguistas” carreiristas eleitoreiros de direita e neoliberais, que não se atreveram a se quer a colocar em votação esse projeto achincalhante aos interesses e necessidades dos trabalhadores e das trabalhadoras.

Na fonte da MP derrotada com glórias moveu-se, como sempre, o empresariado escravocrata, golpista, explorador e inimigo da classe trabalhadora.

De parte do indecente desgoverno apoiado pelas elites e aplaudido pela boiada analfabeta e ou fascista, a MP, como é da práxis do mentiroso incurável, as justificativas defendiam a necessidade de antecipar as férias individuais e feriados, cedência de férias coletivas, afrouxamento de exigências administrativas em termos de segurança no trabalho e farsa do banco de horas a ser compensado em 18 meses e outros pontos que feriam de morte os direitos dos trabalhadores, acordos individuais com o objetivo de matar e enterrar os sindicatos,  o não recolhimento do FTGTS referente aos meses de março a maio de 2020, impondo o parcelamento em até seis meses a partir de julho etc.

Os socos nas caras dos trabalhadores foram tão fortes e vergonhosos ao ponto de os próprios canalhas votantes do golpe tremerem nas bases, como disse o senador Randolfe Rodrigues: “foi uma reação não só da oposição, mas conjunta, combinado com partidos de centro, porque é um texto que é impossível de angariar qualquer tipo de consenso”.

De parte da classe trabalhadora nem tudo é alienação e vazio de consciência de classe. Esta tem suas formas de pressão, ainda que em caráter institucional e economicista, como diz o senador Paulo Paim: “houve um movimento nosso da oposição, mas também do governo por entender que, se vetou um monte de coisa, vai agora abrir pra outros? Se vai ter que vetar de novo, é só desgaste, por isso que prevaleceu o bom senso e a MP 927 caducou”.

Apesar da forte desmobilização enfrentada pelos sindicatos e pelas centrais sindicais e derrocada do projeto diabólico se deveu muito à pressão do movimento sindical sobre as bancadas, quando cada deputad@ e cada senador/a foi enfrentad@ em seus gabinetes e por telefonemas, e-mails e mensagens de what’s app, num verdadeiro corpo a corpo, sem tréguas.

“Nós trabalhamos o tempo inteiro para a votação da MP não acontecer. Ela é perversa com a classe trabalhadora. Ela estimula, por exemplo, negociação individual, o que é muito grave. Era uma MP que não tinha como mexer (Brasil de Fato) para melhorar, só derrubar de qualquer jeito. Foi um trabalho institucional muito forte que nós fizemos”, confirma o presidente da CUT, Sérgio Nobre.

As pressões da classe trabalhadora, desta maior de todas as bases sociais de uma sociedade, responsável pela produção e pelo consumo de tudo o que se produz no país, sempre que ocorrem os frutos aparecem.

Contudo, a verdade filosófica define a classe trabalhadora como o ser mais importante da sociedade mostra também quando ela se divide, se cala, resvala e cai nas tentações do charlatanismo, do fundamentalismo e do neoliberalismo só tem a perder enquanto os que a roubam só enriquecem e se empoderam, gerando injustiças e aumento da opressão.

As pressões que naufragaram essa desgraça da MP 927 são uma pálida amostra do poderio da classe trabalhadora.

Mobilizada, organizada, com tática e estrategicamente corretas a classe trabalhadora é capaz de impor mais derrotas aos sugadores de seu sangue, enterrando-os nos seus próprios excrementos.

É que experimentaremos fazendo a luta justa!

Quem viver, verá! Venceremos!

Leia e acesse mais. Compartilhe, também:

– A exclusão educacional das pessoas negras no Brasil.

– Chimarrão Profético: ”Os crimes cometidos no desgoverno Bolsonaro”.

– Chimarrão Profético: “Pesquisador revela porque os juízes progressistas são minoria no Poder Judiciário”.

– Chimarrão Profético: “As ideias dominantes ativas na economia, no direito e em todas as ações humanas.”

– Chimarrão Profético: “Espiritualidade LGBTIA, fundamentalismo e luta contra o neoliberalismo!”

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Um comentário

  1. O miliciano Bolsonaro, o empresariado golpista, acostumado a comprar parlamentares e os almofadinhas foram derrotados com a morte e o enterro da MP 927. Mas é preciso mais, muito mais. Veja o que e porque. Abraços: http://cartasprofeticas.org/esperancas-insuficientes-empresariado-golpista-foi-derrotado-juntamente-com-o-miliciano-que-apoiam-na-presidencia-maluca/

Deixe um Comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.