Genetic Research and Development with Science Data 3d Illustration Render

Estudo aponta vínculo genético na orientação sexual masculina

Discriminações se desdobram em ódio violento contra pessoas de orientação homossexual, como se esta fosse escolha feita pela vontade das pessoas.

Um dos terrenos mais férteis para a afronta às pessoas é o religioso fundamentalista.

Este se comporta a partir do moralismo sem base no real e no contexto amplo da realidade.

Os fundamentalistas de orientação religiosa, principalmente os que se dizem membros de igrejas e cristãos, são mais perversos e cruéis em seus julgamentos.

Comportam-se de modo a favorecer juízos e vereditos fascistas no sentido de destruir as pessoas. Pior, mentem ao afirmar que amam os pecadores mas odeiam o pecado.

Consideram o homossexualismo como pecado e erro. Corre um vídeo pelo what’s app com a participação perversa de crianças que afirmam “o meu Deus não erra”, em referência ao homossexualismo e ao debate que acusam de ideologia de gênero.

No entanto, como diz o adágio popular “enquanto os cães ladram a caravana passa”, a ciência continua suas descobertas mostrando que a orientação sexual não depende das pessoas. As heterossexuais e as homossexuais não optam, mas seguem matrizes cromossómicas que as faz ser o que são.

“Estudo da Universidade de North Shore sobre a associação do genoma completo revela evidências que apontam vínculo genético na orientação sexual masculina.” Leia mais aqui.

Colabore com o Cartas Proféticas e aumente sua renda ajudando organizar seminários em sua cidade. Veja como.

Compartilhar:



Responder

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.
Os comentários expressam a opinião de seus autores e por ela são responsáveis e não a do Cartas Proféticas.