monge budista

Fé e Luta com o Monge Budista Kōjun: “O budismo: o respeito e a inclusão”

O respeito à diversidade é ameaçado pelo protofascismo e seu consórcio o fundamentalismo.

Encravadas no seu fanatismo vulgar e anticientífico pessoas e grupos se armam no ataque aos homossexuais, ao amor de pessoas do mesmo sexo, à negritude, aos pobres, aos refugiados bem como a quem se joga à luta pela quebra do paradigma capitalista e neoliberal, no seu afã de oprimir e marginalizar d@s trabalhadores/as.

Por outro lado, o discurso inclusivista se torna insuficiente no interior do sistema capitalista, que privilegia poucas pessoas e exclui amplos setores, justamente quem mais precisa de justiça  e igualdade de condições econômicas e sociais, mesmo em meio à diversidade cultural das populações que fazem uma sociedade como a brasileira.

Trataremos dessas preocupações no Programa Fé e Luta neste sábado, dia 15 de maio de 2021, às 11 horas.

O nosso convidado para o debate inter-religioso e político libertador é o monge budista Kōjun, da tradição Sōtō Zen, discípulo da Monja Coen desde 2006.

O Monge Kōjun é fundador e orientador espiritual da comunidade zen budista ZenRP –Templo Kurokawazan Zenzuiji, onde pratica e difunde os ensinamentos de Buda.

Kōjun  possui graduação em Psicologia e em Arquitetura e Urbanismo e mestrado em Filosofia e Psicanálise. Além de suas atividades como monge, atua como professor universitário.

Apoie este projeto com sua doação com o seu melhor valor. Pelo  Pix domorvandil@gmail.com.

Leia e veja mais, abaixo. Compartilhe:

Dê likes, inscreva-se, ative o sininho,   comente, contribua.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe um Comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.