ocupação vila da conquista

Frei Gilvander Luís Moreira, que está na ocupação, denuncia previsão de chacina pela polícia

Na sua página no Facebook o Frei Gilvander Luis Moreira denuncia ao Brasil e ao mundo a armação de policiais para atacar ocupantes desarmados e pacíficos com riscos de chacina e derramamento de sangue, como se prevê também em São Bernardo do Campo, SP.

Colabore com o Cartas Proféticas que analisa as notícias, busca os nexos com o todo, com as causas e os efeitos e critica  propositivamente.

Veja abaixo a nota do Frei Gilvander assinada por ele e por inúmeras lidsranças.

URGENTE! ATENÇÃO, DESPEJO ANUNCIADO DA OCUPAÇÃO VILA DA CONQUISTA, no Alto Havaí, na Ventosa, em Belo Horizonte, MG PARA AMANHÃ CEDO, 5f., DIA 5 DE OUTUBRO DE 2017!

Na parte da manhã de hoje, dia 4 de outubro de 2017, 4f., enquanto funcionários da URBEL/PBH visitavam a ocupação Vila da Conquista – com cerca de 100 famílias -, localizada na região oeste de BH, no bairro Alto Havaí, policiais militares estiveram no local fazendo terrorismo psicológico, portando fuzis, olhando entradas e saídas da ocupação e segundo pessoas no local, policiais teriam dito que o despejo está pronto para ser executado amanhã de manhã, dia 05/5/2017, data de aniversário da Constituição Brasileira de 1988 que prescreve respeito à dignidade humana, função social da propriedade, direito a moradia digna e muitos outros direitos sociais.

Isso vai na contramão daquilo que foi firmado com o governador do estado de Minas Gerais, Fernando Pimentel, em reunião com Movimentos Populares Urbanos, dia 29/9/2017. O governador Fernando Pimentel firmou o compromisso de que a PM/MG está desautorizada a realizar qualquer despejo sem antes se esgotar todas as possibilidades de negociação e mediação, além de se ter alternativa digna e prévia para todas as famílias.

Atualmente, o conflito da ocupação Vila da Conquista está sendo tratado na Mesa de Diálogo do Estado de Minas Gerais. E há recurso nas mãos do desembargador Newton Teixeira, da 17ª Câmara Cível do TJMG. A Ocupação Vila da Conquista já é uma comunidade em franco processo de consolidação, com quase todas as casas construídas de alvenaria. A decisão liminar de reintegração está eivada de inconstitucionalidade, de ilegalidades e inconsistência. A Empresa Lima Drumond não tinha posse do terreno, que estava sendo usado para bota fora clandestino e há irregularidades na documentação, havendo indícios sérios na cadeia dominial do terreno. Assim, não é admissível que a PM/MG, enquanto órgão subordinado ao Estado de Minas Gerais descumpra aquilo que seu comandante máximo, o governador Fernando Pimentel, está determinando.

Exigimos que o Estado de Minas Gerais se posicione e cancele qualquer tentativa de despejo das 100 famílias que formaram a Comunidade Vila da Conquista em um terreno antes abandonado há décadas e que era uma área destinada a depósito de lixo e prática de crimes.

Assinam essa nota:
Coordenação da ocupação Vila da Conquista
Comissão Pastoral da Terra (CPT)
Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB)

Belo Horizonte, MG, 04 de outubro de 2017.

Obs.: Para compreensão melhor do grave conflito que envolve a Ocupação-comunidade Vila da Conquista, sugerimos assistir aos seis vídeos, abaixo, todos diferentes:

1) https://www.youtube.com/watch?v=1PGd5qC3ns4
2) https://www.youtube.com/watch?v=1xwwbQiq5qs
3) https://www.youtube.com/watch?v=9g1mywaixNw
4) https://www.youtube.com/watch?v=H5Ydppv_nRs
5) https://www.youtube.com/watch?v=lwIM7Qt0JKc
6) https://www.youtube.com/watch?v=pewh8HxRK88

Contato para maiores informações:

Na Comunidade Vila da Conquista: Roseli, cel. 31 98631 8071 e Lucas, cel. 31 98645 3186. Ou com os advogados Elcio Pacheco, cel. 31 997667 3596 ou com Thales Viote, cel. 31 99486 6845

Compartilhar:



Um Comentário

  1. inacreditável que um acordo feito com o Governo do Estado seja desrespeitado por um desembargador... ou togado corrupto????
    Governador Fernando Pimentel é o comandante em chefe da policia militar.... seria insubordinação????
    o que estão fazendo com o nosso Brasil?

Responder

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.
Os comentários expressam a opinião de seus autores e por ela são responsáveis e não a do Cartas Proféticas.