funaro

Funaro escancarou o conteúdo visceral do golpe e do Congresso Nacional,  STF, PGR e a “classe” média

O jornalista Carlos Fernandes do DCM sintetiza com  perfeição a delação do comparsa de Eduardo Cunha e de Michel Temer.

O golpe que passa batido aos inocentes úteis e aos midiotas, contou com o dinheiro dos mais sujos para comprar deputados quadrilheiros para votar no impeachment sem crimes da Presidenta Dilma Rousseff.

Um arco de alianças dos mais sem vergonhas foi formado  pela mídia, pelo judiciário,  pelos setores financeiros nacionais e internacionais para enlamear a democracia e a honra nacional.

Carlos Fernandes  escreve que “dissecado de todas as maneiras o processo fraudulento que culminou na desmoralização do Brasil enquanto nação democrática, seria premente que o golpe sofrido pelo país em 2016 fosse sumária e inquestionavelmente anulado.

“Seria” se não tivéssemos um Supremo Tribunal Federal conivente com o achaque praticado pelos criminosos que ora ocupam os mais altos cargos da república”.

Nessa esteira de ilegalidades que pôs e até agora mantém Michel Temer na Presidência da República, não se pode desconsiderar também o que poderíamos chamar de Acordo de Leniência entre os ladrões do golpe e a nossa tola e ridícula classe média brasileira.

Se não existe mais qualquer mobilização dos ditos indignados que povoaram com tanto afinco as ruas do país nos domingos ensolarados, é porque são tão hipócritas e corruptos quanto o próprio Temer.

A cada dia que passa, a permanência desse pária no cargo que a democracia jamais o outorgaria nos humilha e nos reduz”, continua Carlos Fernandes.

Leia mais aqui.

Colabore com o Cartas Proféticas que analisa as notícias, busca os nexos com o todo, com as causas e os efeitos e critica  propositivamente.

Compartilhar:



Responder

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.
Os comentários expressam a opinião de seus autores e por ela são responsáveis e não a do Cartas Proféticas.