hospcio_geral

Hospício geral

Marcia Tigani*

Não pensem que os que votaram nesse governo de tresloucados envergonham-se disto: ao contrário, exaltam a esquisitice, mas não a esquisitice original, criativa e que pode gerar arte e vida. Eles exaltam é a psicopatia do desgoverno porque, em maior ou menor grau, se identificam com ela. Gostam da contravenção, da sonegação, do” jeitinho brasileiro”, da carteirada, do falso- moralismo, do individualismo e das atitudes que geram vantagens em detrimento da coletividade. Nesse sentido, possuem orgulho do país atual pois   o que desejavam era tão somente ” tirar o PT”. E o que o PT estava fazendo para incomodá-los? Estava introduzindo uma  normalidade institucional,  ou melhor dizendo, uma norma de bem viver na sociedade, com mais justiça social e direitos. O PT estava trabalhando duro para libertar- nos dos muros do hospício geral onde agora  vivemos. É triste constatar como retrocedemos, a partir do momento em que a “normalidade”  passou a incomodar os donos do Capital.

Como  ter saúde mental faz o indivíduo pensar e pensar faz a pessoa reivindicar direitos, era hora da pulsão de morte(Tânatos) assumir e se sobressair a Eros, a pulsão de vida. Os eleitores de Bozó são repletos da pulsão de morte: são agressivos, defendem o porte de armas, dizem que bandido bom é bandido morto, odeiam programas sociais de combate à fome,  pois são defensores da meritocracia. Acreditam que, por serem da classe média ou alta, fizeram por merecer. Os pobres são vagabundos e querem ” mamar nas tetas do Estado”. São contra o Estado laico pois cultuam o Deus das igrejas neopentecostais, que prega a Teologia da Prosperidade, ou seja, se você aceitar aquele Deus que é o DEUS DINHEIRO, você será próspero, bem de vida, com tantos e tantos empregados, ao passo que quem não faz parte da igreja, tem que passar fome, frio, morrer na rua. Quantos ” saudáveis” votaram num Dória? Quantos ” normais” elegeram Bolsonaro?

Uma  conhecida de infância postou recentemente que Bolsonaro é chamado de machista mas está  incentivando  mamografias  pelo SUS( o que não procede). Por conta dessa inverdade essa pessoa fecha os olhos para todos os malefícios do governo que ajudou a eleger, e que estão afetando a nós mulheres de forma contundente, seja através da possível aposentadoria tardia com a deforma da previdência, seja com a retirada de direitos conquistados pelas mulheres no governo Dilma ( ex: mulheres receberem  o auxílio do Bolsa- família como exigência para que o benefício fosse concedido às famílias de baixa renda) seja pelo aumento exponencial de feminicídios, que só fizeram aumentar desde que o louco mor assumiu. E vai aumentar ainda mais a taxa de feminicídios por conta da liberação do porte de armas, se isso ocorrer.

 Alguém dos eleitores de Bozó possuem consciência do que seja  normal e do que seja anormal numa sociedade? Vendo a barrafunda em que nosso país se encontra, descendo ladeira abaixo em todos os setores da vida pública, com uma economia em franca decadência, com a retirada de direitos dos trabalhadores conquistados por anos de lutas de nossos antepassados, e vendo os mesmos que elegeram Bolsonaro voltarem às avenidas vestidos de verde /amarelo para reafirmaram sua opção pelo “Mito” só posso concluir que estamos vivendo dentro de um grande hospício chamado Brasil. Os loucos daqui de fora são perigosos e ameaçam a saúde pública com suas ações e reações. O que era considerado patológico e perverso na sociedade está sendo alçado à categoria de normalidade e o que era bom, justo e democrático passou à categoria do que precisa ser combatido por uma parte de brasileiros que em nome de “Deus acima de tudo” julgam-se mais donos deste país. Vivemos dentro de um hospício à céu aberto chamado Brasil e precisamos urgentemente romper essas grades que estão aprisionando nossa saúde mental e nossa energia física.  Digamos NÃO ao manicômio geral de bolsomínions fanáticos. Dia 14 de junho é GREVE GERAL no hospício! Fora bolsomínions! Abaixo o  manicômio!

*Médica, Psiquiatra, Poeta, Escritora, Militante e Colunista do Cartas Proféticas.

Acesse, leia e compartilhe:

O caso Neymar, Adélio Bispo e Bolsonaro;

É preciso que a classe trabalhadora supere o medo de fazer greve;

Mengem completa do Papa Francisco no encerramento da cúpula dos juízes panamericanos sobre os abusos do judiciário e os direitos sociais;

Os gurus de Guiadó e de Bolsonaro. Por que idiotas inúteis precisam de gurus?

Quem faz justiça não é Sérgio Moro.

Deixe uma resposta