orao-puteiro

Interessante, dono de bordel se junta aos crentes fundamentalistas no apoio ao inútil na presidência

O moralismo fundamentalista tem pernas curtas e se aproxima intimamente do que finge abominar. Como vimos aqui,  os crentes rebanhos estilo boiada, propriedade de donos que arrancam de suas ovelhas os pelegos com carne, roubando-lhes dinheiro em nome dos dízimos e ainda os convencem que serem surrupiados é bom,  dá prosperidade alienada e irresponsabilidade social.

Atordoadas e tontas,  as ovelhas manadas se distanciam da realidade, fugindo para mundos falsos e ideais,  deixando o dinheiro real com seus pastores e bispos, que enriquecem com o que tiram do povo.

Outro dado importante que as pobres e sacudidas ovelhas não percebem é que apesar das mentiras  e promessas de outro mundo sem lágrimas e dor, na verdade, permanecem neste mundo sensível, sofrido e contraditório. A alienação é tão grande que não conseguem acompanhar a imoralidade de seus donos, que se misturam com outros moralistas, fundamentalistas e fascistas,  cegas com  o que os seus proprietários “espirituais” lhes enfiam nas mentes, enchendo-as de ópio em nome de Deus.

Enquanto os fanáticos oram e rezam pelo idiota inútil, conduzido à presidência graças a um golpe de Estado, que fabricou vitória eleitoral sob muita mentira e enganação, são acompanhados pelo dono do maior bordel brasileiro, onde ocorrem as maiores e mais podres imoralidades burguesas, que dispara mensagens pelo what’s app para pedir apoio ao falastrão eleito por fake news para desgraçar o Brasil.

O dono do local da prostituição burguesa, Oscar Maroni, como se estivesse nos mesmos templos do Senhor dos fundamentalistas,  clama : “Bolsonaro precisa de nós para mudar este país, chega destes políticos antigos podres e deste STF corporativo e irresponsável com a pátria.”

Como os crentões de meia tigela, Maroni calunia e mente. Injuria o STF e mente que o Bozo quer mudar este país. Mentira deslavada porque nega que o miliciano na presidência deseja mesmo que o Brasil seja um laranjal gigantesco.

Leia a noticia abaixo sobre a “linda” igualdade moral entre os crentes e o dono do maior puteiro do Brasil: ambos abraçados a Jair Bolsonaro e a seus milicianos.

Não demore, apoie solidariedamente o projeto Cartas Proféticas. Clique aqui e acesse a conta para contribuir. Muito obrigado e abraços. 

Veja também e compartilhe:

Linguagem dura, clara, adequada, correta e justa para descrever Bolsonaro;

20 de Maio. Dia do Pedagogo e da Pedagoga;

Bate papo com a presidenta do Sindicato da Saúde de Goiás, Flaviana Alves Barbosa;

Professor responde quem foram os estudantes que Bolsonaro chamou de idiotas úteis;

Os morros organizados no Rio de Janeiro prometem descer para enfrentar os bolsominios fascistóides no dia 26;

A namorada de Lula e a paixão pelo Brasil livre e soberano;

Reflexão Evangélica: “Sem o novo mandamento o cristianismo vira picaretagem e religião vazia!”

Chimarrão Profético: “Significados da convocacão das manifestações de apoio à Bolsonaro!”

Profecia Noturna: “Por que derrubar Bolsonaro e não esperar pelo impeachment ou pela renúncia dele?”

Chimarrão Profético: “O impeachment de Bolsonaro já é certo, o que vem depois?”

Profecia Noturna: “Cuidados e habilidades nos passos da resistência contra o sequestro do Brasil!”

Chimarrão Profético: “Os milagres do povo e os profetas fundamentalistas proto fascistas!”

Profecia Noturna: “Desesperado, Bolsonaro chama estudantes de idiotas úteis e militantes!”

247 As manifestações de caráter fascista em defesa do governo de Jair Bolsonaro ganharam nesta segunda-feira, 20, o apoio de Oscar Maroni, dono do bordel Bahamas, um dos mais conhecidos puteiros de São Paulo. 

Segundo o site Catraca Livre, Maroni tem enviado mensagens de WhatsApp para sua rede de contatos nos últimos dias. Os argumentos do dono do Bahamas estão na mensagem: “Bolsonaro precisa de nós para mudar este país, chega destes políticos antigos podres e deste STF corporativo e irresponsável com a pátria.”


Deixe um Comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.