Dória farsa

João Dória é um boneco apresentado por uma mídia imbecilizante e do mal,  inflado por uma opinião pública emburrecida

A pesquisa mostra queda vertiginosa de João Dória, o prefeito de São Paulo que venceu as eleições de 2016, graças aos votos nulos e brancos e da imbecilização de eleitores sem juízo, analfabetos políticos e donos da verdade.

A mídia organização criminosa, que historicamente despreza o povo politizado, sempre levou as cidades, os estados e o País ao desastre e à tragédia coletiva.  Onde a midiotia  influencia eleitores para eleger múmias e bonecos inflados metidos a sexys e erotizadores de massas informes, de seguidores de macacos pula pula como Marcelo Rossi,  como é o caso da burguesia branca paulista, racista e ante nordestina, o  seu povo é arrastado  à miséria humana, como mostra a decadência da capital paulista.

A pesquisa identifica  que do  início do ano até agora, a aprovação a João Dória caiu 15 pontos percentuais (44% para 29%), enquanto a reprovação nesse mesmo período cresceu 26 pontos (13% para 39%). Somente nos últimos dois meses, sua rejeição subiu 13 pontos – ela estava em 26% no começo de outubro.

Do discurso do farsante João Dória, criatura de seu pai traído Geraldo Alckmin, hasteado pela organização criminosa midiática e eleito pela boiado sem inteligência, à vida real do povo de São Paulo, a tragédia é feita do sangue dos pobres, dos negros e trabalhadores desprotegidos pelo Estado e assassinados pelos criminosos instalados nos poderes, verdadeiros fabricantes do fascismo.

Esse é apenas um dos sinais tenebrosos de um País que perdeu o rumo, sem a  bússola de projetos sérios nos caminhos da cidadania, da Pátria e da justiça social.

Colabore com o Cartas Proféticas e aumente sua renda ajudando organizar seminários em sua cidade. Veja como.

Compartilhar:



Responder

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.
Os comentários expressam a opinião de seus autores e por ela são responsáveis e não a do Cartas Proféticas.