ricos_concetradores

Jornalista autêntica e verdadeira, diz onde está o dinheiro roubado do povo, cujo roubo pode matar muita gente com o coronavirus

Por Dom Orvandil.

As crises, por mais dolorosas na elevação da desgraça que atropela as pessoas e dizima vidas, têm o dom de indicar os criminosos insensíveis, que sonegam recursos ao povo em momento de dor desesperadora e de pânico.

Para denunciar o roubo do que não é distribuído com quem legitimamente produz é preciso a consciência, a sensibilidade e a coragem para o que este blog denomina de profetas. Aqueles que denunciam as injustiças, mas também alertam para os potenciais de saídas, soluções, independente de ser religiosos ou não,  são profetas ou profetizas. Muitas vezes os profetas e profetizas são ateus e ateias. Entre estes, inclusive,  se encontram as pessoas mais éticas, honestas e justas do que dentro de igrejas, entre as que se avaliam santas e puras.

Pois em plena crise orgânica do capitalismo, que se eleva com as agressões pandêmicas do coronavirus, como flores no pântano e na luta pela vida,  aparecem as causas de falência de todo o sistema de saúde e também os responsáveis.

Aqui insisto que os capitalistas, rentistas, especuladores e coronéis do mercado são os verdadeiros causadores das tragédias de todos os tipos no Brasil. Eles promoveram a escravatura eivada de todos os maltratos inimagináveis, acompanhados de estupros, de abandonos de crianças e da alforria cafajeste, acompanhada da pressão dos proprietários pela indenização pela perda do direito de propriedade de seres humanos, inclusive com a demolição e entupimento da consciência dos alforreados com a sujeira ideológica dominante,  marginalizando milhões de irmãos e irmãs afrodescentes sobre os morros sem moradia e infraestrutura.

De lá para cá os milionários, bilionários e trilhionários submetem este país aos apetites mais egoístas e estúpidos de um punhado de 1% de brancos, exercendo o poder de fato em todas as instâncias do Estado brasileiro. Tudo acontece de acordo com a vontade do bando dominante.

Os capitães do dinheiro golpeiam politicamente a república, pondo nos governos os piores pilantras, loucos e desonestos, como vem acontecendo com imposição do vampirão Mi$hel Temer e, depois, com as falsas eleições, pondo no governo federal um venal miliciano.

O poder deles? Não vem do povo nem dos votos, como alegoricamente reza  nossa Constituição, mas do dinheiro roubado sem pagamento se quer de impostos.

A grande e rara Jornalista (com “J” maiúsculo) Tereza Cruvinel, Colunista/comentarista do Brasil 247, fundadora e ex-presidente da EBC/TV Brasil, ex-colunista de O Globo, JB, Correio Braziliense, RedeTV e outros veículos, competente,  nos conta onde está o dinheiro surrupiado do povo e quem o usa injusta e indevidamente, diante de uma sociedade silenciosa, sem direção, sem Congresso e desgovernada, com judiciário omisso e acovardado.

Tereza diz na lata que “se o Congresso tivesse coragem de tributar as grandes fortunas, o Estado brasileiro poderia arrecadar pelo menos R$ 116 bilhões anuais”.

Isto não é romance. A riqueza estaciona-se em cofres livres, sem lei, sem regulamentação e sem organização nacional. “A riqueza de todas as famílias brasileiras soma R$ 16 trilhões, sendo que a metade disso pertence a apenas 1% das famílias. Esta é a verdadeira elite brasileira, egoísta e tacanha. Se fosse também criado um imposto de apenas 1%, incidente sobre o patrimônio de R$ 8 trilhões destas famílias, teríamos mais R$ 80 bilhões. As contas são do presidente da Fenafisco (Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital), Charles Alcântara”, escreveu nossa jornalista.

“Os ricos no Brasil ganham sempre, até na desgraça. Os R$ 98 bilhões destinados ao socorro aos informais e desvalidos representam 1/6 do dinheiro grosso, R$ 650 bilhões que, segundo decisão de quinta-feira, o Banco Central vai injetar nos bancos, para que eles possam manter o crédito durante a crise. E o que eles têm feito é dificultar empréstimos e renegociações”, denuncia Crivinel. 

E aqui a indicação da causa do desvio babilônico dos recursos da Pátria. “Os bilionários e os muito ricos pagam muito menos impostos que o conjunto de brasileiros que trabalham, juntando a classe média e os pobres. Estes últimos, mesmo quando não pagam imposto de renda, pagam os impostos indiretos que estão embutidos em cada quilo de feijão, em cada produto que compram. De imposto de renda, os ricos quase nada pagam. Recebem das empresas que possuem ou das quais são acionistas através de dividendos, que são isentos. Só os bancos, no ano passado, distribuíram a seus acionistas R$ 52 bilhões, isentos de imposto de renda”, denuncia Tereza.

Como disse Darci Ribeiro, a elite brasileira é a mais atrasada e perversa da América Latina. Atrasada ao acumular tanto dinheiro sem investimento planejado no país, com justiça econômica aos seus maltratados e espezinhados trabalhadores.

Tem toda a razão a articulista do 247 quando diz que “Esta elite contempla a tragédia brasileira de longe, com a indiferença olímpica de quem não se sente realmente parte do Brasil. Aqui ganham dinheiro para gastar lá fora. Mas desta vez sobrou para ela pelo menos um castigo: com a pandemia, não têm como embarcar para Paris, Nova York ou qualquer ilha do Caribe. O vírus também é global” (leia o artigo na íntegra).

Evidentemente que isso vindo à tona, como ocorre nesta crise, com a classe trabalhadora e os pobres acuados e massacrados ainda mais com a pandemia,  tendo que optar entre correr riscos ou morrer de fome, resta-nos refletir que essa injustiça é absolutamente insustentável.

É evidente que os ricaços não são sensíveis nem voluntários a devolver o que roubam do povo e do país, auxiliados por toda a parnafenália jurídica protetiva de valores não seus.

A crise orgânica do capital, com toda a miséria e carência que impõe a populações inteiras, que tende a se aprofundar, necessária e dialeticamente produzirá revoltas, rebeliões e nuances revolucionárias. Cabe-nos a organização tática e estratégica do povo na organização justa dessa estrutura avacalhada, que dependura ladrões e corruptos magnatas.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Um comentário

  1. "Jornalista autêntica e verdadeira, diz onde está o dinheiro roubado do povo, cujo roubo pode matar muita gente com o coronavirus". Ajude-nos a alavancar o Cartas Proféticas compartilhando com todos os seus contatos e grupos somente a chamada e o link desta postagem: http://cartasprofeticas.org/jornalista-autentica-e-verdadeira-diz-onde-esta-o-dinheiro-roubado-do-povo-cujo-roubo-pode-matar-muita-gente-com-o-coronavirus/

Deixe um Comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.