temer sombrio

José Carlos de Assis: “Carta a Temer”

Indignado com razão pelas sujeiras do quadrilheiro MiShel Temer, que  usa o dinheiro público para comprar deputados corruptos, covardes e ladrões, o economista, doutor em Engenharia de Produção pela Coppe-UFRJ, professor de Economia Internacional da UEPB, escreve carta ao golpista instado na presidência da república.

Depois de descrever o mau caráter do quadrilheiro Temer, José Carlos nos representa ao lhe dizer que “como você traiu as centrais sindicais em relação à promessa de mudar na margem a infame lei aprovada contra a CLT, seus aliados explícitos, agora, são os ruralistas e a nata dos empresários retrógrados. Num acordo implícito com a grande mídia e o governo, Fiesp, Confederação do Comércio e Confederação da Agricultura queimam vastos recursos públicos em publicidade de promoção pessoal e institucional com o fim único de transferir dinheiro para televisões e jornais. É um total descalabro, ainda ignorado pelo Ministério Público.

Todos que tem conhecimento mínimo de história sabem que esses eventos, por mais extravagantes que sejam, são temporários. Sim, Temer, breve você irá para o lixo da história. Não importa a proteção que venha a ter do Legislativo a curto prazo. Nem confie muito na desídia do Judiciário. Como escreveu Max Weber a propósito da organização do judiciário a partir da Idade Moderna, o controle burocrático dele vai apenas até o ponto em que surge uma sublevação do povo. Nesse caso, sai o juiz comum e entra a justiça do cádi.”

Colabore com o Cartas Proféticas que analisa as notícias, busca os nexos com o todo, com as causas e os efeitos e critica  propositivamente.

Leia toda a carta no Brasil 247.

Compartilhar:



Responder

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.
Os comentários expressam a opinião de seus autores e por ela são responsáveis e não a do Cartas Proféticas.