mundo_bolhas

Lições a partir do velho assassino que atirou num gay em São Paulo

Por Dom Orvandil.

A realidade é feita de grandes eventos e fatos que movem o mundo, despertando a atenção de milhões de pessoas a um só tempo, como  sem fossem focos estrelares. Mas os grandes fatos também podem ser a convergência de outros menores, que brotam lá nas periferias dos movimentos históricos.

Foi nesse sentido que apontei na análise aqui do caso do velho potencialmente genocida de São Paulo, que demonstrou desejo de matar todos os gays de um prédio residencial do centro de São Paulo. Claro, se ele pudesse mataria todos os gays do Brasil.

A força motriz fascista é o vulcão do ódio,  que movia a alma terrorista e bandida de Abel Abdo, um velho quase centenário de 89 anos, que a estas alturas sinaliza não entender nada do que o Papa Francisco ensina sobre o amor ao próximo, sobre a compaixão, o tempo de conversão, mas que caminha podre em direção ao túmulo fétido dos que matam em vez de amar, atiram em vez de abraçar, que fulminam ao em vez de entender  e de respeitar.

Abel, nome sugestivo, é o típico exemplo dos fascistas em sua dinâmica de avaliação de si e do mundo.

Os fascistas vivem esquizofrenicamente num mundo de bolhas, fora da realidade, dentro de cujo universo eles querem a companhia somente das raças brancas, “puras”, ricas e da guerra, sem lugar para a diversidade.

Descolados da realidade, que julgam não existir porque não captadas pelos almanaques de seus gurus, assassinos como Abel negam e desconhecem que existam Cains e vidas sociais que se mobilizam, que se articulam, que se organizam e que podem jogar todo o mundo expulso por eles sobre seus balões flutuantes mentais e psicopatas.

Aconteceu com Abel, como acontecerá com Sérgio Moro, com o miliciano Sérgio Moro, com os milicos traidores que os amparam, como se dará com todos os fascistas que mandam o mundo e verdade sobre o universo se danar.

Os  vizinhos do velho desumano,  que baleou o jovem  gay teve que abandonar o  prédio porque os  moradores querem a expulsão  dele.

A exclusão será do prédio, onde o velho sem vergonha imaginava viver dentro de uma bolha imaginária, idealista e abstrata de um mundo somente dele.

Desde essa bolha, usada como trincheira para os covardes armados de covardia, Abel Abdo traçou o fim do vizinho Rafael Dias.

A ‘razão’  suficiente para a guerra de Abel contra Rafael foi o anus deste, usado como órgão erógeno, ao contrário da mente do atirador e dos fascistas, habitada pelo material que eles querem como único uso anal. O ‘princípio’ eixo da vida de Abel se expressou  no  grito ecoado nos corredores do prédio e do mundo neste sábado, 21/12, antes de atirar: “viado tem que morrer”.

Porém, o fato de os moradores do prédio,  onde a vítima e o fascista moram,  criarem um abaixo-assinado para expulsar o atirador,  sinaliza que há vida fora da bolha que talvez nem os moradores imaginavam.

Este é o princípio do qual nós povo brasileiro precisamos nos apossar: o da força da mobilização a partir da tomada de consciência da capacidade de organização.

O contrário disso são assassinos como Abel, que não respeitam nem a si mesmos, suas idades e a realidade rica de diversidade. Desde suas barricadas psicopatas que armam e atiram contra o mundo com facilidade demonstram o quanto são vulneráveis, idiotas  e imbecis, apesar de perigosos a serem empurrados para fora das decisões sobre os outros.

Em escala maior é essa a desgraça que acontece no Brasil nesse momento com o fascismo causando mortes e danos irreparáveis. Deixar assim é permitir covardemente que Abeis loucos, velhacos, podres e fascistas continuem a mentir e a dar as cartas.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

2 Comentários

  1. […] Lições a partir do velho assassino que atirou num gay em São Paulo - Cartas Proféticas em O ar empestado pelo miliciano Bolsonaro faz de um velho no fim da vida atirador cheio de ódio, disposto a matar gays […]

  2. Os 3 tiros que um velho desvairado deu num gay em São Paulo ensinam mais do que a notícia insinua. Veja porque. Acesse e compartilhe o link do Cartas Proféticas: http://cartasprofeticas.org/licoes-a-partir-do-velho-assassino-que-atirou-num-gay-em-sao-paulo/

Deixe um Comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.