Adjalba Pereira

Lula ameaçado de morte por fanáticos

O jornalista Mauro Donato descreve em detalhes quem é o militar e sua linguagem fascista-terrorista no discurso que faz pedindo intervenção militar com propósitos maléficos de usar as Forças Armadas na aventura golpista de uma ditadura a favor dos interesses dos Estados Unidos.

A partir de tiros dados em meio à caravana de Lula ao Nordeste, iniciada neste quarta-feira, 17, em Salvador, Donato revela as vísceras apodrecidas e as ligações de Adjalbas Pereira.

Uma das suspeitas é de que o grupo desse terrorista planejava matar Lula e provocar uma convulsão em nosso País, já que a gasolina e o fósforo do incêndio do caos social já se encontram prontos na ante sala da guerra civil.

Identificado pela polícia como autor de disparos no meio do povo “afirmou ser militar. É um notório anti-Lula, anti-PT. Mas, sobretudo, é um maluco favorável à intervenção militar e que agora precisa ser mantido sob vigilância. Afinal de contas, mostrou do que é capaz”, descreveu Donato.

O arruaceiro,  candidato a deputado estadual amplamente derrotada nas eleições passadas , pertence ao mesmo partido, PSC, de Jairo Bolsonaro. É admirador do pastor e senador fundamentalista e direitista Magno Malta, que quando abre a boca ofende e desrespeita, falando sem base e delirante desligado da realidade social e popular, como sempre fazem os direitistas e golpistas.

Leia aqui a coluna do jornalista Mauro Donato no DCM.

Compartilhar:



Um Comentário

  1. São os cachorros vira latas de farda adestrado por essa elite corrupta p assassinar trabalhadores...

Responder

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.
Os comentários expressam a opinião de seus autores e por ela são responsáveis e não a do Cartas Proféticas.