evangélicos_invasores

Mais uma barbaridade de evangélicos: invasão, desordem, violência e subversão delinquente!

O fascismo conta com o fundamentalismo religioso, praticado nas igrejas neopentecostais, como linha auxiliar na prática de violências e massacres dos pobres, dos negros, gays, religiões afrodescendentes e a esquerda em suas várias matizes.

Por outro lado, o fascismo e toda a lixeira que arrasta,  apresenta pelotões de psicopatas, mau caráter e violentos como milicianos, integrantes da TFP, arautos do evangelho, algumas lojas maçônicas, correntes das forças policiais e militares como exército de reserva e de frente do empresariado neoliberal, internacional e nacional.

À análise não importa se evangélicos fundamentalistas brasileiros ou bolivianos têm consciência de que são manadas usadas e contadas na prestação de desordens e de atos criminosos. O que importa que isso tem que ser denunciado e os participantes investigados, condenados e tirados do convívio social. São delinqüentes perigosos e maléficos ao debate e à luta na construção da sociedade democraticamente justa.

Esses fundamentalistas nada entendem de bíblia, de teologia, de  eclesiologia, de cristologia  e muitos menos de sociedade e suas complexidades econômicas e políticas nacional e internacional. O que os move são muito dinheiro ligado à guerra e ao imperialismo internacional. São vândalos a serviço da desmontagem de direitos, de democracias e dos estados sociais.

A Bíbliia que lêem e carregam chamam ignorante e equivocadamente de palavra de Deus. Como lêem somente textos arrancados de todos os contextos e repetidos,  fazem do que chamam  de palavra de Deus, na verdade, palavras de Bolsonaro, de Trump, do fascismo, dos golpes, do imperialismo e de satã.

Os coronéis donos de igrejas, ligados ao milicianismo assassino,  que tem um como presidente e as maléficas bancadas evangélicas e da bíblia, comandam verdadeiras tropas de criminosos e vândalos.

As bases dessas igrejas, composta pela maioria de trabalhadores pobres e sofridos, precisam conhecer, denunciar e investigar esses chefes de gangues. Quem é trabalhador/a não pode conevir  com os desvios graves praticados por bandidos, em nome de Deus.

A agressão à embaixada da Venezuela em Brasília é fato absolutamente inaceitável. A Governos e a grupos nacionais não interessam o regime que segue o país representado por sua embaixada. Tal direito é assegurado por convenção internacional aprovada em Assembléias da ONU e assinada por todos os países.

Nem mesmo em ditaduras ferozes e sanguinárias  houve invasão de embaixadas como aconteceu na da Venezuela hoje por moleques e delinqüentes terroristas.

Pois não é que lá estavam evangélicos, como denunciou o jornalista e intelectual Renato Rovai,  “segundo

[deputado Paulo]

Pimenta, são aproximadamente 30 os invasores. Todos carregam uma mochila com baterias de celulares reservas e uma bíblia. E enquanto a situação não se resolve, ficam lendo-a.

Entre eles há uns 3 ou 4 líderes que comandam toda a operação. E que conversam com pessoas de fora da Embaixada”, noticiou o Blog do Rovai.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe um Comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.