carta de lula aos acampados

Mais uma carta do ex presidente Lula, presidiário político no Brasil: resistimos “…pelos direitos do povo e por um país mais justo”

Foto montagem do site Brasil 247.

Quando muitas pessoas que acham livres, mas silenciam vergonhosamente em face do golpe, do desemprego, das injustiças e do afundamento do Brasil, Lula, apesar de  preso injustamente, escreve para o povo que se aglomera à frente de sua prisão.

Na sua carta, o maior líder popular brasileiro esquece das injustiças que sofre para se solidarizar com os dois baleados pelo fascismo do adestrado Sérgio Moro. “Quero mandar um braço de solidariedade ao Jefferson, à Márcia, às famílias e aos amigos que sofreram junto com eles. Eu também sofri”, escreveu o operário ex presidente.

Lula vive prisão injusta, mesmo assim  compartilha com os compaheiros, vítmas dos tiros do ódio, a indignação do líder que ama o seu povo. Sua indignação se transforma em solidariedade e amor a quem sofre tiros de 9 mm de puro fascismo, inveja e medo do povo.

Daqui sinto as lágrimas de Lula ao saber das perfurações das balas que Jefferson e Márcia sofreram. “Eu também sofri”, escreveu o homem mais odiado pelos adestrados do imperialismo. 

Lula é consciente de que as forças fascistas, encobertas, ocultas e livres pelos golpistas, que mataram Marielle e Anderson,  são as mesmas que atiraram no acampamento Marisa Letícia em Curitiba. A elas se junta, lhes dando o alimento da mentira, das falsas emoções, das manipulações, das pressões fascistas sobre o judiciário a sempre organização criminosa Rede Globo.

Emocionado, às lágrimas,  este blogueiro sente intuitivamente que o presidário do fascista Sérgio Moro nos puxa a todos para a cela mais famosa do mundo para que nos libertemos unidos e fortalecidos para a construção daquilo com o qual ele, Lula, sonha e pelo que sempre lutou: “Fiquem sabendo que continuamos juntos, resistindo, porque estamos numa causa justa pela democracia, pelos direitos do povo e por um país mais justo”, como conlui sua carta.

Leia abaixo a carta de Lula.

Colabore com o Blog

Fiquei indignado com mais esse ataque aos companheiros e companheiras, que lutam pela Justiça em nosso país.

Quero mandar uma braço de solidariedade ao Jefferson, à Márcia, às famílias e aos amigos que sofreram junto com eles. Eu também sofri.

Não sabemos ainda quem atirou contra vocês, mas sabemos que o gatilho foi preparado pelas forças que disseminam o ódio e a violência política em nosso país, as mesmas que provocaram a morte de Marielle e Anderson.

Tenho quase 50 anos de militância política e nunca vi nada semelhante ao que está acontecendo no Brasil, desde que reconstruímos a democracia em 1988.

Diariamente, a Rede Globo envenena o País com mentiras sobre o PT, os companheiros de esquerda e os movimentos sociais e censura as notícias sobre a violência praticada contra nós.

Fiquem sabendo que continuamos junto, resistindo, porque estamos numa causa justa pela democracia, pelos direitos do povo e por um país mais justo.

Um abraço fraterno do companheiro Lula.

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com * são obrigatórios *