médicos contra o fascismo

Mulheres médicas contra o nazi-fascismo, somos todas #EleNão

Márcia Tigani*

Ele não, ele  não nos representa em nada, mulheres! Ele não, nunca,never,jamais! Ele é o retrocesso, a volta da opressão feminina, a perda de nossos direitos conquistados a duras penas em nossas lutas diárias. Ele não,  pois incita a violência, o porte e uso de armas para aumentar a tragédia do higienismo contra pobres, negros, índios, mulheres, público GLSBT, quilombolas. Ele não pois não entende de nada: nada de economia, nada de direitos humanos, nada de distribuiçao de renda e programas sociais. Ele não,  pois prega o ódio e nosso país precisa de paz, crescimento, desenvolvimento e um projeto de país que não seja nazista nem fascista, mas HUMANISTA.

Nós mulheres faremos muita diferença nas urnas no dia 7 de outubro. Seja você  tambem agente desta diferença nas urnas não elegendo o CAPIROTO, o que não se deve dizer o nome, o COISO.

Fascismo se combate…combater o fascismo é dever de todos. Combater o fascismo é como  combater o Aedes Egypt…é  combater a febre amarela, a dengue, o Chicunkunha, o Zika Vírus…É acabar com as LARVAS  do seu quintal. Combater o FASCISMO de BolsoNAZI  é SANEAMENTO BÁSICO

*É médica, especialista em psiquiatria pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e pela Associação Brasileira de Psiquiatria, pós graduada em saúde mental e coletiva pela Universidade de Taubaté(SP), participou da implantação de novos equipamentos em saúde mental na gestão municipal petista de Ângela Guadagnin. É filiada ao PT desde 2016, escritora e poetisa, sendo seu livro de estréia lançado na bienal internacional do livro de São Paulo : ”Caminhante: Prosas e Rimas ao Vento”, atualmente dedica- se à clínica psiquiátrica em São José dos Campos(SP) e Caçapava e a escrever artigos políticos e poesias publicados em diversos sites da internet. É colunista do Cartas Proféticas.

Leia também:

As mulheres entenderam que a luta contra o golpe e o fascismo só se dá com o povo mobilizado nas ruas

Colabore com o Blog

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com * são obrigatórios *