desemprego record

Na casa onde acabou o pão todos brigam e os casais se separam

Há poucos dias um amigo e colega professor me ligou para dizer que a faculdade onde trabalhava o dispensara. A tal entidade de ensino comercial tem como um dos proprietários um evangélico  e o outro sócio, um tucano, ambos proprietários de terras e com a vida “arrumada”.

Pessoa competente e preparada o professor se vê na obrigação de trabalhar como motorista de Uber. Pior, falou com a voz embargada que com o desemprego seu casamento acabou.

Tal drama coicide com a matéria bem elaborada pelos repórteres André Acarinni e Rosely Rocha da Rede Brasil Atual.

Na reportagem o psicanalista e professor da USP, Christian Dunker,  analisa a situação das famílias cujos provedores perderam seus empregos. A situação é catastrófica para os filhos e, principalmente,  para os casais cujos homens eram provedores e tudo sustentavam sem consultar esposas e filhos. Com a perda do emprego cairam em desgraça social e na família, decaindo da admiração das mulheres e dos filhos.

A situação psicológica se agrava tanto que logo os homens resvalam no abismo da depressão e se afundam na própria audesconsideração.

Dunker narra sua experiência clínica no esforço de ajudar essas famílias,  tão violentamente atingidas pelo desemprego.

A crise desmantela, segundo o psicanalistas, até mesmo a iludida “classe média”, que gritou nas ruas pelo fora, Dilma e leva junto o PT.

A ilusão desse segmento,  que se imaginava rico,  levou famílias inteiras ao desastre do desemprego,  que se tornou  dramático pelo golpe de Estado desencadeado pelos canalhas do Congresso Nacional e do judiciário.

Solidarizamo-nos com todos os gestos de solidariedade na entre ajuda com os atingidos pela hecatombe do golpe produtor de desemprego e de desavenças nas famílias.

Sempre é peciso reiterar que a forma mais perfeita de derrubar o sistema,  pai da crise e da desumanidade, como os falsos amores, feitos de admirações românticas burguesas sexistas e sem compromisso profundamente solidário, é a mobilização organizada do povo. Este método impede os golpes,  educa e aprofunda o valor da solidariedade.

Acesse abaixo o link para a reportagem.

Colabore com o Blog

Desemprego… 

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com * são obrigatórios *