lp_chile-card

No Chile os cadáveres nazistas invadem as eleições. Riscos no Brasil!

Inacreditável e assustadoramente, os chilenos que há dois anos levantaram o pais inteiro contra o conservadorismo instalado no governo, lutando contra a Constituição nazista deixada pelo torturador, assassino e genocida Augusto Pinochet, colocaram, agora por eleições,  no segundo turno, em primeiro lugar, justo o candidato que atacou o povo e a todas as mobilizações pela derrubada de Sebastián Piñera, atual presidente neoliberal.

Ao encontrarmos chilenos morando e trabalhando em outros países nos deparamos com o orgulho daquele povo com sua cultura e a nobreza da integração das etnias indígenas e hispânicas, além do desenvolvimento intelectual de seu ensino e de suas universidades.

Como na Alemanha que elegeu Hitler em meio ao orgulho do país dos filósofos, mas que sucumbiu nas trevas negacionistas, do ódio e do holocausto, os chilenos postam no segundo turno exatamente o contrário dos autos aplausos dos méritos de seu povo.

A pergunta que não quer calar é por quê, logo após levantes com sabor revolucionário, dividindo inclusive as forças armadas, os chilenos votaram no seu contrário?

Além de descarregarem a maioria dos votos no asqueroso José Antonio Kast, admirador de Jair Bolsonaro e de Augusto Pinochet, votaram também na maioria de parlamentares do mesmo campo de direita, tanto no Senado quanto na Câmara, com maioria articulada com os interesses contrários a tudo o que o povo buscou nas ruas em favor de uma constituinte.

Por quê?

Uma das explicações que encontramos sintetizadas em inúmeras análises é a de que esse fenômeno contraditório aconteceu pela exploração que José Antonio Kast fez do medo popular em face das mobilizações com aspectos violentos, com quebra-quebra de monumentos, de metrôs, de praças e incêndios de prédios no centro de Santiago.

Ao atacar as lideranças jovens, indígenas, trabalhadoras e populares, canalha, como o são todos os fascistas, Kast teria “convencido” os eleitores de que, como governante, significaria a paz contra toda essa violência ameaçadora.

Outra razão é de que o candidato da Frente Ampla, de esquerda, Gabriel Boric, não teria se esforçado para unificar todo o campo progressista na luta pelo novo contra o velho, simbolizado pela chapa pinochista, José Antonio Kast.

As críticas sinalizam para a eterna dificuldade das correntes progressistas beberem da mesma água da unidade,  que corre na direção da vida dos trabalhadores  e da independência nacional.

Borico é uma liderança jovem produzida nas lutas populares, as mais importantes que desembocaram na derrota do nazismo enquanto constituição desnacionalizante e massacrante dos direitos humanos, mas que não pode afirmar confiança e certezas a uma população machucada pelas prisões, torturas, assassinatos, chacinas, genocídios, desemprego, pobreza e pelas doenças e mortes de seus velhos, com direitos à aposentadoria sonegados pela Constituição da morte, herança sombria de Augusto Pinochet.

Portanto, as duas candidaturas, a do jovem Gabriel Boric, que representa o novo e a vida antineoliberal, antiterror pinochista, anti-imperialista, progressista, democrática, em cujo estuário histórico cabem o assassinado Salvador Allende, o presidente dos trabalhadores, da independência nacional, a integração na América Latina e o simbolismo de Fidel Castro, que visitou aquele país durante o governo socialista, deixando as marcas evolucionárias da ruptura radical com o capitalismo, unindo todo o Continente sob a unidade da Pátria Mãe sonhada por Simon Bolívar; e o velho carcomido José Antonio Kast, explorador do medo, do atraso e manutenção de amplas massas pobres na miséria e marginalização, legado do sistema capitalista, imperialista e neoliberal em decadência no mundo, atingindo em cheio os chamados países periféricos.

Penso que as eleições com seu complexo modus operandi são superadas e não servem mais para aspirações as representadas por  Gabriel Boric e pela constituinte chilena.

O aparato eleitoral é ridículo pela forma como arranja o elenco de candidaturas. As elites escolhem antecipadamente os bois de piranha para queimar nas campanhas e os que objetiva eleger, derramando sobre estes muito dinheiro, num processo de absoluta corrupção.

As eleições nos moldes capitalistas saem das estufas dos interesses do mercado e são submetidas aos votos de uma população cegada e ensurdecida, sem conhecer candidaturas, projetos, propostas e sem se envolver profundamente na construção de nada. Por isso o risco de os reacionários, mentirosos, “investidores” etc sempre “vencerem” é previsível.

Este é o mesmo processo que nos mete preocupação e pavor aqui no Brasil para 2022.

Como no Chile, já começaram as calúnias e mentiras contra Lula e outras candidaturas progressistas. Ora, isso para um povo desmolibilzado e analfabetizado politicamente é prato cheio para barbaridades como as que ocorreram em 2018, com a eleição de um insano, imoral e fascista para genocidar o povo brasileiro, chamando para compor o seu ministério um criminoso e golpista, ator da área jurídica.

O processo para o nascimento do novo no Chile, no Brasil e em qualquer país da América Latina precisa ser invertido. Deveremos chamar nossos povos à mobilização e educação política profundas e delas darmos vidas à candidaturas e a eleições, ao contrário do que ocorre nesse processo caduco e golpista burguês e neoliberal.

Abraços proféticos e revolucionários,

Dom Oravndil.

******************************************************************************************

PROGRAMAÇÃO DO CANAL E DO SITE CARTAS PROFÉTICAS

– Chimarrão Profético: todas as terças e quintas feiras, às 11 horas;

– Leitura Profética: todas as quarta feiras, às 11 horas;

– Fé e  Luta: todos os sábados, às 11 horas;

– Mergulho nas Notícias: todas as segundas feiras, às 10 horas;

– Arte e Vida: todas as sextas feiras, às 19 horas;

– Reflexão do Evangelho: todos os domingos (programa gravado);

– Vigília e Resistência na Pandemia;

– Impactos das Notícias: notícias analisadas a qualquer momento (ao vivo).

Apoie este projeto com sua doação  pelo  Pix domorvandil@gmail.com.

Acesse e leia mais. Compartilhe:

Inscreva-se, ative o sininho, comente, dê likes, compartilhe e apoie sempre!

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe um Comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.