mercado_morte

Noam Chomsky reafirma o fracasso do mercado diante do coronavirus: a tragédia Bolsonero

Por Dom Orvandil.

O jornal italiano Il Manifesto entrevistou o mais esclarecido e grande intelectual estadunidense Noam Chomsky, que “sustentou que o colapso dos sistemas de saúde diante da crise se deve aos governos neoliberais de muitos países e culpou o presidente dos EUA, Donald Trump, por minimizar a situação e arriscar a saúde de milhões de pessoas”.

Critico ao neoliberalismo o intelectual afirmou que “no geral, esta crise é outro exemplo importante de falha de mercado, assim como a ameaça de uma catástrofe ambiental. O governo e as multinacionais farmacêuticas sabem há anos que existe uma alta probabilidade de uma pandemia grave, mas como não é bom que os lucros se preparem para isso, nada foi feito”.

Chomsky  disse mais contra governantes eleitos para representar os interesses maléficos e desumanos do mercado, como Donald Trump,  que funcionou como um  “furacão e seu governo minimizaram a gravidade da crise , numa atitude que foi replicada e aumentada pela mídia, o que levou muitas pessoas a parar de tomar as precauções básicas”, denuncia o intelectual.

Interessado apenas nos lucros em favor da minoria parasita o mercado, como doença que já é em si,  despoja os Estados e a sociedade diante das condições gerais da pandemia: “O ataque neoliberal deixou os hospitais despreparados. Um exemplo são os leitos, que foram eliminados em nome de ‘eficiência’. ”

Como sempre afirmamos aqui no Cartas Proféticas, na Igreja e nos Comitês de Lutas Contra o Neoliberalismo, em concordância com a análise do intelectual progressista estadunidense: o mercado com sua política econômica egoísta, concentradora de renda, com a dinamitação do Estado, detona os direitos sociais, em cruel desumanidade com os trabalhadores e com os pobres.

O mercado, sendo neoliberal, controlado por máfias apodrecidas, que têm interesse somente nos lucros, no que chamam de economia, derruba governos populares e nacionalistas para impor na direção do Estado pessoas ética e humanamente desqualificadas, como se vê nos Estados Unidos com o picareta da guerra Donald Trump e no Brasil com o miliciano provindo do esgotos fundamentalistas e imorais da sociedade, Jair Bolsonaro.

Se o mercado é controlado por máfias cabe ao povo desarticulá-lo e desapropriar todos os lucros e  patrimônios roubados do Estado e da sociedade e reorientá-los para o bem estar da maioria.

Se o mercado é controlado por pessoas mafiosas cabe-nos a missão de sangrarmos  o sistema substituindo esse paradigma por outro mais justo.

O mercado não é coisa de divindades, mas de humanos e por humanos, portanto por humanos pode e deve ser substituído pelo Estado socialmente justo.

Na nova luta que se abrirá, com massas inteiras decepcionadas no pós pandemia, com fome e desamparada, é preciso que os quadros sérios sejam atentos, unidos e solidários com a classe trabalhadora para impedir negociatas e tentativas oportunistas de seduzir novamente o povo.

Com informações do La Jornada, site mexicano.

A sua solidariedade nos ajuda muito a trabalhar aqui no Cartas Proféticas. Continue e reforce a campanha com seus contatos: http://cartasprofeticas.org/colabore

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Um comentário

  1. "Noam Chomsky reafirma o fracasso do mercado diante do coronavirus: a tragédia Bolsonero". Ajude-nos a alavancar o Cartas Proféticas compartilhando somente o link desta postagem: http://cartasprofeticas.org/noam-chomsky-reafirma-o-fracasso-do-mercado-diante-do-coronavirus-a-tragedia-bolsonero/

Deixe um Comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.