banco_ladrão-mentiroso

O Banco Itaú mostra bem como a elite financeira rouba e mente para enganar e sair como caridosa

Por Dom Orvandil.

Aqui no Cartas Proféticas denunciamos em cada análise o quanto os poderosos mentem e roubam do povo brasileiro.

A Revista Exame, um informe dos próprios bancos, noticia o lucro mais fantástico desses parasitas, justamente no momento da maior crise orgânica do capital.

Pior, sem nada investir na produção e no desenvolvimento do país, conservadores no sentido de se opor a qualquer distribuição de renda, do poder e de reformas que favoreçam os trabalhadores, como a agrária;  a urbana – para reorganizar as cidades com o objetivo de torná-las mais aptas à qualidade de vida – da saúde,  levando  à prática o princípio constitucional do sistema  público a gratuito de qualidade no cuidado da vida saudável da população;  de reforma tributária forçando os endinheirados ladrões a pagar mais impostos do que os pobres, já que não pagam nada etc;   os poderosos sem caráter e sem patriotismo se empanturram de dinheiro em plena guerra do coronavirus.

Hoje veio a público uma demagogia da maior falta de vergonha dos donos do Banco Itaú, esse aparelho e antro de assaltantes da economia nacional.

A boiada que sai às ruas berrando contra o isolamento social e a quarentena, pressionando para que os trabalhadores, que os bois têm como escravos sem corpos, prontos a serem imolados pela contaminação, em apoio aos milicianos, aos generais traidores e à casta dominante, que em outras tropeadas berrou contra corrupção, nada diz sobre as mentiras e engambelações desse banco ladrão.

Pois o Itaú anunciou a doação de 1 bilhão de reais para ajudar no combate do coronavirus.

Mentiroso, ladrão e criminoso. O Banco dos ladrões, que lucra em cima da contaminação, doenças, pobreza e miséria do povo, não doou coisa nenhuma. Apenas fez uma transferência  para a Fundação Itaú. Com essa esmola objetiva fazer caridade com propósitos de marketing dele mesmo.

Com essa mentira canalha o roubo de 1 bilhão se soma à fantástica batida de carteira de 25 bilhões de lucros em 2019, graças ao golpe de Estado, que fragilizou os trabalhadores de seus direitos.

É a isso que serviu o vampirão Mi$hell Temer e se presta o maior desgoverno genocida da história do Brasil, o do miliciano Jair Bolsonaro.

Com razão afirmou o intelectual alemão Bertolt Brecht:  “melhor do que roubar bancos é fundar um. O que é roubar um banco comparado a fundar um?”

O Brasil desgovernado pelo neoliberalismo vive o poderoso enriquecimento do sistema financeiro, por um lado, a fantástica destruição do Estado e, ao mesmo tempo, o horror do empobrecimento social, por outro. É como se abrisse enorme buraco de um lado para fazer gigantesca montanha do outro.

Sob o governo dos bancos  o Brasil vê suas ruas, avenidas, praças, campos e estradas se tornarem exposição de pobres, miseráveis doentes, desempregados, desamparados, destituídos da consciência da resistência contra esta grande barbárie que se abate sobre todos nós.

Outrossim, essa situação calamitosa, causada pela decadência deste mercado, tem que ser derrubada.

Quem derrubará seremos nós mesmos,  organizados e mobilizados. Como disseram Marx e Engels no “Manifesto”, em 1848: “O que a burguesia produz, portanto, acima de tudo, são seus próprios coveiros. Sua queda e a vitória do proletariado são igualmente inevitáveis.”

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

2 Comentários

  1. Ajude-nos a alavancar fortemente o Cartas Proféticas compartilhando somente a chamada e o link desta postagem: http://cartasprofeticas.org/o-banco-itau-mostra-bem-como-a-elite-financeira-rouba-e-mente-para-enganar-e-sair-como-caridosa/

  2. Posso contar com sua solidariedade no gesto de compartilhar este com todos os seus contatos e grupos? Muito obrigado. Abraços fraternos: https://youtu.be/UHBkd5EOqoc

Deixe um Comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.