mídia e manipulação

O Brasil sob a ditadura da mídia dona de TVs, rádios, jornais, revistas, internet e igrejas

Pesquisa entre 11 países mostra o Brasil em último lugar na diversidade das comunicações. Os maiores veículos de comunicação, que atingem a maioria da população, produzindo uma opinião pública deformada, míope e alienada porque manipulada pelas piores ideias, as que jorram da elite dominante, egoísta, perversa e praticante histórica das piores ações de sabotagem contra o Brasil e os direitos do povo brasileiro.

As comunicações são estratégicas para os grupos dominantes e poderosos. Até que a maioria do povo se desmassifique,  tomando seu destino nas mãos,  quem manda nas mentes  e vontades coisificadas são os donos desses poderosos meios de comunicação,  nada inocentes.

Os donos da mídia são os piores brasileiros, todos  historicamente ligados a golpes de Estado, alguns sangrentos e terroristas como a ditadura de Vargas e militar, outros corruptos, entreguistas, antidemocráticos e antinacionais como o apoio que dão à quadrilha que golpeou nossa democracia em 2016.

“Principal meio de comunicação de massa no Brasil, a televisão brasileira tem mais de 70% de sua audiência concentrada em apenas quatro grandes redes, sendo que uma delas, a Rede Globo, detém mais da metade da audiência entre esses quatro maiores – o equivalente a 36,9% do total. O SBT ocupa o segundo lugar, com 14,9% da audiência total, seguido pela Record, com 14,7%. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (31) pelo Intervozes, após quatro meses de análise dos 50 veículos de comunicação com maior audiência no Brasil e os 26 grupos econômicos que os controlam”, informa a Redação RBA.

“Entre os 50 meios de comunicação com maior audiência no Brasil, pertencentes a 26 grupos econômicos, nove são do grupo Globo, cinco do grupo Bandeirantes, cinco de Edir Macedo (incluindo a Rede Record e os meios de comunicação da Igreja Universal do Reino de Deus), quatro da RBS, e três do grupo Folha. O grupo Estado, Abril e a Editorial Sempre Editora/SADA controlam, cada um, dois dos veículos de maior audiência”, continua RBA.

Os governos Lula e Dilma pecaram em não proceder a regulação da mídia, que se voltou contra eles abatendo a democracia no Brasil no apoio ao capitalismo que nos afunda nas trevas.

Com o avanço nacional e popular há que tomarmos os meios da comunicação das mãos desses assassinos e os colocarmos nas mãos do Estado brasileiro controlado pelos interesses e necessidades nacionais, democráticos e populares.

Leia mais sobre o estudo na Rede Brasil Atual.

Colabore com o Cartas Proféticas que analisa as notícias, busca os nexos com o todo, com as causas e os efeitos e critica  propositivamente.

Compartilhar:



Responder

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.
Os comentários expressam a opinião de seus autores e por ela são responsáveis e não a do Cartas Proféticas.