desajustados

O desajustado pijamado Hamiltou Mourão apanha de homens e mulheres decentes

O vice candidato a presidente do esfaqueado fascista Jair Bolsonaro, atacado a golpes de faca pelo ódio que ele mesmo provoca, o general de pijama Hamilton Mourão, despejou grande dose de veneno com conteúdo ideológico, que se esconde como armadilha às sombras de seu psicologismo de quinta.

Como se sabe, e é preciso repetir à exaustão, o psicólogo de araque, do tipo leitor de almanaque, declarou que “‘casa só com mãe e avó é fábrica de desajustados’, diz Mourão, o vice do ódio e do escárnio.

Graças a essa barbaridade o falastrão, com razão e necessidade, é criticado por quem não só descorda dele, mas que conhece a realidade das mulheres, que ele, talvez por ser desajustado por alguma razão sexual inrrustida, não conhece.

A deputada Maria do Rosário critica o pijamado dizendo que “ele se refere a 40% dos lares brasileiros! Milhões de famílias são de desajustados.  Milhões de famílias são de desajustados? Não! Gratidão pelo bem que fazem Mães e Avós! Respeito com elas!”

Acertadamente o senador Lindbergh Farias também criticou o preconceituoso e machista Mourão. “Mais uma pérola do vice do coiso: famílias formadas por mulheres – uma realidade muito comum em milhões de lares – são responsáveis por criar ‘filhos desajustados’ e que entram para o tráfico. Para Mourão, a ‘culpa’ é das mulheres! É uma chapa de desajustados: candidato e vice!”, twitou o senador Lindbergh.

Na verdade,  o desajustado da chapa do destemperado e fascista Jair Bolsonaro esconde  as intenções dele ao falsear  os fundamentos da fábrica de traficantes entre os pobres.

Ao falar a bobagem de famílias sem homens o fanático carrancudo não diz que o objetivo da plataforma do governo fascista deles é a de armar os homens para beneficiar as fábricas de armamentos e de balas, prováveis patrocinadoras da campanha eleitoral dos dois preguiçosos.

A má fé, predominante no fanatismo de Bolsonaro e de seus apoiadores, misturada ao analfabetismo político e à falta de verdade sobre a realidade, é ingrediente ativo na campanha e no discurso da direita,  visando enganar as pessoas e a arrebatar seus votos.

Mourão não diz, talvez até por ignorância, que milhões de homens e de jovens se jogam no caminho do tráfego de drogas porque o neoliberalimso,  que sua chapa defende,  retira as oportundidades de estudos, recreação, esporte e de trabalho, precepitando vidas preciosas no desespero e na destruição de laços sociais na família e na cidadania.

Essa falta de visão humana e política leva a afirmações grosseiras e sem respeito como as desse militar desclassificado. Para gente da laia dele,  as famílias devem ser burros de carga da burguesia, tanto para parir como para preparar novas mãos de obra para o mercado desumano. O Estado não deve ter nenhuma responsabilidade em investir na educação e bem estar das famílias, até porque o chefe da gangue da chapa Bolsonaro-Mourão já afirmou que acabará com as creches sustentadas com programas estatais por avaliar que isso é de responsabilidade das “famílias”.

Somos chamados a dar a derrota a essa gangue como resposta a tanta desumanidade expressa nas falas de Bolsonaro e de Mourão.

Colabore com o Blog

Deixe um Comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.