joelhos_mortes

O “eu não consigo respirar” é o grito dos negros, dos pobres e dos trabalhadores dos Estados Unidos e do mundo contra o capitalismo!

  • A sua solidariedade ao Cartas Proféticas é absolutamente fundamental para  a  manutenção  e à renovação de equipamentos. Reforce-a com seus contatos e amig@s: http://cartasprofeticas.org/colabore.

Acesse também e compartilhe o Canal Espiritualidade Revolucionária: https://www.youtube.com/channel/UC9WX….

Por Dom Orvandil.

Os joelhos do policial Derek Chauvin sobre o pescoço negro e pobre de George Floyd, na cidade de Minneapolis, no estado de  Minnesota nos Estados Unidos, representam todo o sistema sufocante e mortal do capitalismo.

Nesse regime os policiais servem para expressar ódio aos pobres e negros e não como  segurança social.

O capitalismo submete os Floyds ao sufocamento e os proíbem de respirar.

Sem exagero e sem aproveitamento da situação é preciso afirmar que os casos de Derek Chauvin, como policial, funcionário público pago pelo povo, são a representação da barbárie brutal contra os setores mais pobres e inseguros daquela sociedade e de todas as que sofrem as catástrofes do capitalismo. 

Já George Floyd é a simbolização de tudo o que sofrem negros, chicanos, latino americanos e os pobres nos Estados Unidos, que gestionam  as vidas das pessoas a partir dos interesses dos mais privilegiados, donos da supremacia branca e rica de Minneapolis e dos Estados Unidos.

Evidentemente que os protestos populares não se reduzem à revolta por causa da morte brutal de Floyd, mas expressam a energia do vulcão abafado nos trabalhadores e nos pobres, todos esgotados e estrangulados pela iniqüidade econômica e política.

O prefeito de Minneapolis, Jacob Frey, confirma essa percepção  ao dizer que “os protestos violentos são um reflexo da raiva da comunidade negra por 400 anos de desigualdade”.

O fenômeno da revolta dos negros e de todos os pobres toma conta de todos os Estados Unidos e , literalmente, incendiarão todo o mundo.

Os pobres são massacrados pelos joelhos, pelos tacões, pelos punhos cerrados egoisticamente pelo sistema de exclusão e de miséria como resultado das políticas concentradoras de riquezas e de privilégios, não somente pelos brancos, mas pelos oligopólios  dos endinheirados.

Donald Trump,  covarde e insensível, que empurra a economia estadunidense para o abismo, ao afirmar que o prefeito Jacob Frey é fraco por se negar a chacinar os pobres  que se rebelam, na verdade,  demonstra o medo que a burguesia tem de que as amplas massas tomem o poder e  faça justiça.

Os povos pobres do mundo inteiro devemos nos solidarizar com os familiares e companheiros de luta de  George Floyd,  ao prefeito Jacob Frey e n osunirmos em todo o mundo para derrubar a origem dos joelhaços assassinos, dos sistemas policiais em massacre aos trabalhadores …

Os protestos prosseguiram nesta noite de sexta feira, com o povo se levantando em todos os Estados Unidos, incluindo expressões de covardia por parte da elite dominante.

Nos confrontos morrem pessoas do povo, negros e brancos, todos trabalhadores e pobres, mas também policiais,  representantes do Estado ocupado pelos que arrancam direitos e matam indefesos, tanto sob a miséria como a tiros e a joelhadas.

 As centenas de prisões que tomam conta dos Estados Unidos, com a engrenagem policialesca com agindo com métodos nazistas, como ocorrem sempre, abafadas pela mídia que toma o lado dos assassinos e genocidas que a sustentam, não barrarão o ímpeto violento que estoura com a perda da paciência dos pobres, desde sempre  com os joelhos e botas dos poderosos sobre seus pescoços.

É bom repetir: os sinais de alastramento desta revolta pelo mundo já são dados. Há que ajudarmos a organizar o povo, contribuindo com a organização tática da luta e com a percepção clara da estratégia a perseguirmos.

Calar o povo e querer lhe dar conselhos para perdoar seus algozes, que se ajoelham sobre seus pescoços, jamais!

Acesse também e compartilhe:

– Entre o silêncio e o entulho autoritário.

– O que é ser de esquerda? Quem é de esquerda? Escolhemos ou somos de esquerda? No chimarrão Profético.

– A solidariedade e fraternidade que o povo brasileiro ainda mantém vem, em sua maior parte, dos negros que aqui foram escravizados.

-Ameaças de golpe militar. Como resistir e confrontar os golpistas?

 O povo brasileiro é conservador ou progressista? O que é conservadorismo?

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Um comentário

  1. […] –O “eu não consigo respirar” é o grito dos negros, dos pobres e dos trabalhadores dos Es… […]

Deixe um Comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.