lobos_ovelhas

O “pastor” Silas Malafaia e o ladrão de minérios, de madeira e invasor da Amazônia, “pastor” Tonkin, são igualmente picaretas burgueses decadentes

Por Dom Orvandil.

Em nosso Cartas Proféticas analiso e posto reflexões sérias de pensadores, principalmente sob o impacto da pandemia da COVID 19, sobre o desmascaramento do neoliberalismo, essa plataforma satânica do mercado capitalista, como causa dos males sobre o planeta terra, produzindo pobreza, miséria, fome, guerras e contaminações virais sem curas imediatas.

Já não há mais dúvidas de que o coronavirus é produção dos laboratórios monopolistas dos Estados Unidos como arma bacteriológica  contra a China e o Irã. No entanto, a contaminação se volta contra seus criadores, mas atingindo  principalmente os pobres e os trabalhadores do país sede do naufragante capitalismo oligopolista internacional. Os milionários, os bilionários e os trilheonários, que se empanturram com o roubo das riquezas do trabalho,  fogem para as mansões, fazendas, montanhas e para o mar, realizando bacanais em seus luxuosos iates. Os bancos se empotem com trilhões de dólares sacados dos Estados governados por seus cupinchas e fantoches.

Nesse cenário calamitoso de guerra, gente maléfica, mau caráter, mentirosa, cafajeste, hipócrita, desonesta, louca, usando a boa fé de pessoas que se deixam enganar por suas lábias e chantagens, se apresenta para prestar serviços sujos em busca de vantagens e prestígio.

Estes são os casos dos picaretas e criminosos, ladrões e salteadores como Silas Malafaia e o estadunidense batista Andrew Tonkin, linhas auxiliares ditos “cristãos” do neoliberalismo na sua face mais suja e sugadora do sangue e da dignidade popular.

É possível ouvir os gritos pelo teclado usado por Silas Malafaia, como sempre, babando pela boca através da qual metralha sem respeito os direitos básicos à vida, usou sua conta no Twitter, a mesma rede que bufões e criminosos de guerra como Donald Trump e o miliciano Jair Bolsonaro contam como meio de agressão e de mentiras, para atacar prefeitos e governadores, acusando-os de mentirem à população sobre a quarentena.

No entanto, no país calamitoso, vítima de golpes e de fake news, desgovernado por milicianos e milicos caducos, quem mente, resguardado imoralmente pela desfaçatez fascista, é Silas Malafaia.

Como fundamentalista, falseador da verdade por essência, fanático delirante,  mentiroso como hipócrita, chantagista enquanto defensor do capitalismo, apoiador de Bolsonaro por oportunismo e malandragem fascista, o “seo” Silas Malafaia nada entende de ciência, tem raiva de quem entende e odeia os cientistas comprometidos com a realidade e com a saúde popular, demonstrando fúria através de tanta bobagem que diz, o “pastor” milionário, nada cristão, mente ao afirmar que a pandemia não é perigosa para o Brasil , “porque o brasileiro é diferente” e porque aqui faz calor…

Com as costas quentes e protegido momentaneamente pelo milicianismo que ele apoia, vomita que a quarentena é uma farsa que tem por objetivo para governadores e prefeitos se livrarem de licitações e os caloteiros não pagarem suas dívidas.

Hipócrita e teatral, usa vídeo da comunidade da Maré, com o povo pobre, assustado e alvo de contaminação fácil e rápida, mostrando pessoas trabalhando, levando a vida em ritmo aparentemente normal, ignorando o desespero de uma população abandonada pelo Estado, este saqueado pelo mercado de quem Malafaia é defensor.

Quem conhece o pulha,  desonesto intelectual e prostituto da Bíblia Malafaia,  sabe que o lobo travestido de pastor preocupa-se ansiosa e delirantemente com o dinheiro que o povo confinado deixa de levar e entregar aos obreiros, que o entregariam ao dono de aviões, de gráficas, de livrarias, de programas milionários em TVs abertas, um empresário sedento de lucros a qualquer preço, mesmo que custem as vidas humanas, principalmente dos pobres.

Semelhante ao ímpeto ganancioso de Malafaia e sua turma de enganadores é o outro mais perigoso ainda,  lobo em pele branca e rica, o batista estadunidense Andrew Tonkin, também conhecido como missionário Tonkin.

Tonkin integra uma máfia  internacional “cristã”, dona de aviões, de hidroaviões, de drones, de armamentos, barcos, navios, rádios de alto poder de alcance por satélite para ser usado nos rios e matas remotas no meio da Amazônia.

O líder indígena Lucas Marubo informou que o picareta internacional se propõe a retornar à Amazônia para “evangelizar” indígenas e construir igrejas de índios. No entanto, as lideranças observam a amizade do falso missionário com madeireiros, grileiros e invasores em busca de minérios como o ouro da rica Amazônia.

Lucas Marubu informou também que o comparsa de Andrew Tonkin, também chamado de pastor,  Josiash Mcintyre , “…foi muito agressivo; ele queria lutar fisicamente conosco ”. 

Conheço bem a atuação da Pastoral Indígena da Igreja Católica Romana e o GTME – Grupo de Trabalho Missionário – que agrega missões evangélicas sérias, que não têm por objetivo “evangelizar os indígenas”.

Esses grupos sabem muito bem o que vem detrás das tais investidas de evangelização.

Os tais missionários e suas missões trazem estupros de jovens indígenas, gripe, contaminações das civilizações brancas, alcoolismo, prostituição e, sobretudo, roubam as riquezas dos solos, matas e rios da Amazônia. Agem à luz dos interesses perversos do mercado, sempre associados com empresas que invadem ilegalmente os espaços milenares sem o menor interesse em preservar as culturas, tradições  e meios de vida de nossos irmãos amazonenses. Pelo contrário.

A  Pastorais Indígenas romana, luterana e o GTME sabem que não se evangeliza quem já  tem religião milenar como os indígenas. Que se respeita suas raízes e que se defende nossos indígenas, suas culturas e sua Amazônia de toda as agressões desumanas capitalistas, que tem representantes igualmente desumanos nas igrejas, como o são os canalhas Silas Malafaia, Andrew Tonkin e companhia.

Leia mais sobre o projeto diabólico de  Andrew Tonkin no GGN.

 A sua solidariedade nos ajuda muito a trabalhar aqui no Cartas Proféticas. Continue e reforce a campanha com seus contatos: http://cartasprofeticas.org/colabore

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Um comentário

  1. "O “pastor” Silas Malafaia e o ladrão de minérios, de madeira e invasor da Amazônia, “pastor” Tonkin, são igualmente picaretas burgueses decadentes". Ajude-nos a alavancar o Cartas Proféticas compartilhando somente a chamada e o link desta postagem: http://cartasprofeticas.org/o-pastor-silas-malafaia-e-o-ladrao-de-minerios-de-madeira-e-invasor-da-amazonia-pastor-tonkin-sao-igualmente-picaretas-burgueses-decadentes/

Deixe um Comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.