requião e os tiros em curitiba

O senador Roberto Requião alerta: “Esses tiros podem se voltar contra vocês”

Este blogueiro, que não usa o conhecimento e  a religão para benefício próprio nem para apoiar a classe cominante na sua sede de golpes sanguinários, contando sempre com traidores e vendidos, alerta desde há tempo que o fascismo e seu correlato, o fundamentalismo alementado dos púlpitos e células de certas igrejas evangélicas e seguimentos de grupos ligados a interesses internacionais,  impulsionados por certos grupos maçônicos, que o fanatismo feito de discursos e práticas de ódio, formatarão no Brasil algo semelhante ao Estado Islâmico.

O Estado Islâmico no Brasil poderá ter o mesmo ímpeto violento contra os diferentes mas com outro nome e outra composição: uma espécie de Estado Cristão liderado por coronéis de igrejas, tão cheios de ódio quanto os chefes de seu correlato, auxiliar dos Estados Unidos, já mencionado acima(e não islâmico, grupo violento que prostitui o islamismo original, que é religião histórica e generosa).

Neste e noutros vídeos já alertei os membros e lideranças de igrejas ditas evangélicas para o risco que correm ao apoiarem fascistas e nazistas,  seguindo surda e cegamente, sem críticas e cabisbaixos com améns e aleluias, os seus pastores coronéis, que se autodenominam “homens de Deus”, cabos eleitorais do afogado do Rio Jordão, Jair Bolsonaro.

A mesma compreensão deste blogueiro parece ter o combativo senador pelo Paraná, Roberto Requião. No vídeo abaixo, referindo-se preocupadamente com os 20 tiros dados contra o acampamento Dona Marisa Letícia,  dos movimentos sociais em apoio a Lula em Curitiba, Requião acusa a lava jato de ser responsável pelos tiros e pelo ódio que acontecem pelo Brasil a fora. E avisa mais: os tiros podem ter mão dupla e se voltarem contra quem os gera, os fascistas procuradores lavajateiros.

Podem mesmo. Toda essa violência, alerta o senador, pode desaguar numa guerra civil semelhante a que o Estado Islâmico e os Estados Unidos fazem na Síria. E aqui será pior e mais sangrenta porque não temos um governo  nem judiciário nem forças armadas que defendam a nação e o nosso povo, como é o caso da Síria.

Que não pensem as pessoas alienadas, que fingem não estar nem aí para o que começa a acontecer no Brasil, iniciado com o golpe de Estado dado em 2016, que não serão atingidas e caçadas com seu sangue derramado.

Ora, se os tiros terão duas mãos, é verdade que atingirão todos, também os que não lutam e não se mobilizam para livrar nosso País da barbárie para cujo abismo os lavajateiros, a Globo e o fascismo empurram o Brasil e o nosso povo.

Confira abaixo o vídeo angustiado do senador Roberto Requião.

Colabore com o Blog

2 Comentários

  1. Caro Sr. Dom Orvandil
    Cumprimento-o por logo de início, no texto, ter mostrado sua postura ética e laica, mostrando respeito à Constituição e às pessoas, principalmente sendo um religioso.
    Sou atéia e hoje vivo isolada (não que seja ruim, eu particularmente gosto) e até minha família, tradicionalmente evangélica e, ultimamente, alguns deles se ligaram à igreja católica, mas mantêm o preconceito.
    O sr. e o senador Requião têm toda a razão e há muito tempo alertei isso aos meus familiares e vizinhos, sobre o perigo desse fundamentalismo evangélico que chegou ao próprio fascismo, pois vivi na pele isso.
    Por causa dele fui perseguida, caluniada, ameaçada e chegaram a se reunir e atirar pedras em meu portão.
    Alguns vizinhos, evangélicos note bem, ainda hoje, incitam os seus filhos e netos a jogarem pedras em minha casa e a me xingarem.
    Descobri o malefício do fundamentalismo neopentecostal por volta de 2012, na escola em que meu filho estudava, que antes respeitava o laicismo e, apesar de ter sido construída pela ICAR, com sede na Espanha, nunca impuseram nenhuma crença aos alunos, respeitando a diversidade e formando crianças e adolescentes muito educados e respeitosos, além de inteligentes e felizes. Eu mesma comprovei isso tudo.
    À partir de então, professores/as excelentes foram substituídos por 'doutorandos/as' em Política e Religião nas Escolas; todos evangélicos/as. A primeira coisa que fizeram foi extinguir as aulas de História, Geografia, e Ciências.
    As escolas aqui e a SEDUC foram tomadas também e ficou impossível o diálogo, por isso tirei meu filho da escola, para ensiná-lo em casa, pois ele sofria perseguição de alunos e funcionários, com aval e induzido pela professora, por não participar da oração e doutrinação dentro da sala de aula.
    Não se tratava de aula de ensino religioso, pois no início de cada ano assinávamos um termo autorizando ou não essas aulas. Eu sempre assinei não. E não fui eu que induzi meu filho a ser ateu, muito ao contrário, pois já aos quatro anos, ele me falou que não acreditava em deus, deuses e anjos, isso vindo dele somente, já que frequentou creche municipal que estava abarrotada de evangélicos/as 'doutrinando' com músicas gospel para crianças e 'orando' antes das refeições. Respeitei a opinião dele e meu cérebro e consciência se abriram, lembrei que que já havia lido a bíblia toda e achava-a um absurdo. Enfim, não só dei razão ao que ele falou, como também virei atéia e estou muito feliz e convicta dessa escolha.
    Voltando ao tópico do assunto sobre o perigo neopentecostal no Brasil é o tento expôr sob a minha visão, com base nesse texto que relatei e seu resultado hoje, é que essa escola está sucateada e não demorou muito para que alunos virassem preconceituosos e fascistas, sim, crianças de nove e dez anos já são verdadeiros perseguidores do divergente na escola e nas ruas.
    Eu fico imaginando agora esse país comandado por fascistas evangélicos fundamentalistas. Não generalizando, porque há muitos evangélicos e católicos bons no Brasil, assim como há bons e maus em todo lugar, independente de cor, raça, credo. Mas está evidente que a maioria dos neopentecostais do neoliberalismo são fundamentalistas fascistas sim, espero que acordem e se redimam.
    E, espero não ser taxada de preconceituosa contra os neopentecostais, pois expressar aquilo que e notório aos olhos de qualquer um, por ser nocivo, é não ser conivente.

    • Caríssima senhora Regina Estel Alves de Souza

      O meu primeiro ímpeto é o de agradecer a caríssima leitora desse blog pelo comentário sério num texto que pulsa preocupação pelas violências emanadas do fascismo tingido de fundamentalista.

      Acolho vosso texto como um brado profético (profecia no velho testamento era ação política de denúncia dos opressores e de suas injustiças) que alerta para o estado criminoso praticado pela virulência de igrejas neoliberais neopentecostais.

      Obrigado por vosso ateismo generoso, inteligente e profético. Prefiro-o do que as fanáticas expressões ditas de fé por parte de "crentolas", verdadeiros cordeirinhos estuprados por seus donos e coronéis.

      Nunca vi ateus professos perseguirem, mentirem, caluniarem, desfazerem e destruirem a imagem do próximo. De parte de muitos dos ditos cristãos e crentes sim, já vi. Também sou vítima perseguida deles. Há poucos dias recebi um e-mail de um bispo, que destilava ódio, ameaças, calúnias, injúrias e destruição contra mim. Isso depois de expulsá-lo de grupos do what's app por agressões a outras pessoas e a mim, com ódio irracional e emburrecido.

      Bem vinda. Espero que sejamos amigos. Podeis contar com minha solidariedade frente as perseguições que sofreis aí e que fazem vossa alma doer.

      Abraços fraternos com disponilibilização deste blog à vossa inteligente senhoria,

      Dom Orvandil.

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com * são obrigatórios *