traidores da pátria

O site Wikileaks confirma com todas as letras as traições da lava jato, de Sergio Moro e de boa parte do judiciário

O jornalista Luis Nassif faz síntese das denúncias graves do site internacional Wikileaks sobre a lava jato, seus objetivos, Sérgio Moro, policiais federais e boa parte do judiciário.

Claro, o Wikilesks nem Nassif acrescentam novidades sobre essa barbaridades de traição ao Brasil e dos crimes desses delinquentes, mas lançam confirmações importantes sobre a quebra de empresas nacionais brasileiras, o golpe de Estado que derrubou a presidenta Dilma, o empobrecimento de nossa economia e da sociedade.

Aqui mesmo no Cartas Proféticas há inúmeras denúncias sobre Sérgio Moro, a lava jato, a prisão de inocentes e de Lula, tudo sem provas. Mas são muito importantes as homologações do jornalista Luis Nassif e do site Wikilesks.

Sob pretexto vago e vazio de combate ao terrorismo os marginais brasileiros, ocupando postos chaves no governo golpista e sujo de Jair Bolsonaro, de 4 a novembro de 2009, em pleno governo Lula, que nada viu, sob o comando do Departamento de Justiça dos Estados Unidos  fizeram curso preparatório no Rio de Janeiro para pavimentar os descaminhos do golpe, das destruições  da soberania e da incipiente democracia em nosso país, sem falarmos no emporcalhamento da Constituição Federal.

“O treinamento foi amplo e prático, incluindo a preparação de testemunhas. Nas conclusões do seminário estava a necessidade de, no futuro, as investigações se basearem em forças tarefas, como maneira mais efetiva “de combater o terrorismo no Brasil”, escreve Luis Nassif. Lava jato e suas operações todas foram previstas para acontecer dessa forma. Bastou apenas inventar culpados e testemunhas delatoras para confirmar.

Traidores e irresponsáveis nacionalmente, dispostos a colaborar com a geopolítica imperialista dos Estados Unidos, o então ministro da justiça Gilson Diap e Sérgio Moro, este demonstrando empenho na prestação do serviço à traição à pátria, se entregaram a aprender as técnicas e conceitos ministrados por pessoas enviadas pela CIA.

“Entre as diversas solicitações – feitas pelos brasileiros acima mencionados e outros –  pedia-se treinamento especial sobre a coleta de provas, interrogatórios e entrevistas, habilidades em tribunais e o modelo de força tarefa proativa, com a colaboração entre procuradores e as forças de segurança. Saía-se do campo estritamente penal, para o campo geopolítico”, continua Nassif.

Vivendo esses dias de trevas profundas do golpe de Estado que colocou no governo, sob a farsa de eleições livres, verdadeiros criminosos e traidores da pátria, quando também Jair Bolsonaro, aliás, demonstrando cabalmente a que veio, autoriza as forças armadas a “comemorar” a barbárie do golpe empresarial-militar, é necessário que tomemos consciência de o que tudo acontece nesse governo, desde o do vampirão Mi$chel Temer, o traidor de Dilma e da democracia, foi planejado meticulosamente para que todo esse processo da lava jato e tal culminasse na demolição do patrimônio público brasileiro e na fragilização da resistência nacional e popular.

Combate à corrupção e aos corruptos jamais foram metas da lava jato e de Sérgio Moro. Pelo contrário, eles são os maiores corruptos e mentirosos.

Essas informações devem servir para aumentar a consciência, a indignação e revolta popular de uma nação que precisa se levantar contra toda essa avalanche de golpes e refundar o país, agora com o Estado todo em frangalhos e com o povo perdido em direção à miséria e à pobreza.

Leia mais acessando abaixo o link deste artigo do jornalista Luis Nassif.

Não pense nem demore, apoie o projeto Cartas Proféticas. Clique aqui e acesse a conta para contribuir. Muito obrigado e abraços. 

Leia também: 

Bispos e cardeais se manifestam e se mobilizam contra a reforma da previdência imposta pelo mercado e por Bolsonaro;

Atrocidades e humilhações dos japoneses na Coréia, na China e na Rússia são comparáveis as que comandantes da ditadura fizeram no Araguaia;

O eixo mentiroso, canalha e golpista da nota das forças armadas sobre o golpe de 1º de abril de 1964.

Wikileaks: como o DoJ preparou a Lava Jato e cooptou a Justiça brasileira, por Luis Nassif.

Deixe um Comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.