inteectual_besta

O tal terrivelmente “evangélico” não passa de um violento perseguidor de lutadores contra o fascismo

A sua solidariedade ao Cartas Proféticas é fundamental e essencial para a manutenção deste trabalho e sua ampliação. Não lhe pedimos esmolas nem nos movemos pela exploração da economia popular. Reforce-a com seus contatos e amig@s: http://cartasprofeticas.org/colabore.

Acesse também e compartilhe o Canal Espiritualidade Revolucionária no You Tube.

Por Dom Orvandil (domorvandil@gmail.com)

O sujeito tem cara de santo, olhar de pamonha em prece, mas não passa de um lobo esfomeado, pronto a dar botes vorazes nos que lutam contra a base do que ele representa.

Acabo de ler que o “seo” André Mendonça, o terrivelmente evangélico, aspirante a uma boquinha como ministro do STF, elaborou uma lista de funcionários públicos antifascistas, ativistas sérios que se preocupam com a derrapada rápida do Brasil no precipício do fascismo e da aniquilação total do que ainda resta de dignidade mínima chamada democracia.

O start à caçada às bruxas ocorre em silêncio, num dossiê montado desde junho, já com 579 nomes, em todas as esferas, municipais, estaduais e federais,  estipulados como alvo de perseguições e restrições de direitos e da liberdade.

Na afirmação da estupidez e do ódio à inteligência como prática dessa asneira que se denomina governo Bolsonaro, os “santinhos” sob o comando do desclassificado e terrivelmente evangélico, o “seo” André Mendonça, que ocupa indevidamente a chefia do ministério da justiça, feito antro de injustiças e de fascismo, fincou na lista satânica três dos nossos intelectuais e professores brasileiros.

Na lista do fariseu terrivelmente evangélico, a serviço do mais rancoroso ódio, persegue o respeitado e grande  professor universitário e defensor dos direitos humanos Paulo Sérgio Pinheiro, de 76 anos, que se declara  “absolutamente perplexo” ao saber que  o seu nome integra o dossiê do “desministério” da injustiça em junho sobre o movimento antifascismo entre servidores.

O professor Paulo Sérgio Pinheiro é renomado por seu trabalho como intelectual com doutorado pela Universidade de Paris  e como presidente e conselheiro da Comissão Nacional da Verdade, que denunciou os torturadores e assassinos da ditadura.

Como cabe a um verdadeiro patriota, independente da idade e da longa caminhada em defesa da humanidade, o professor Sérgio Pinheiro, sem medo e corajoso,  afirmou ao  UOL que já solicitou ampla investigação ao Ministério Público e ao Congresso Nacional sobre a origem e as responsabilidades desse levantamento dos infernos.

Firme e autêntico o intelectual comprometido com o Brasil e com a democracia, ao contrário do antro de ratos e diabos que infestam o Ministério da Justiça, nos anima quando diz que “mais de 30 depois do final da ditadura, agora temos o Executivo voltando a essas práticas totalmente ilegais e inócuas. Abusivas. Acho totalmente ilegal e totalmente inútil. As coisas que eu falo, que eu escrevo, são públicas. O contribuinte brasileiro está pagando esses funcionários para fazer uma prática ilegal e absolutamente inútil. Qual o interesse do governo em ter esses dossiês? Estou absolutamente perplexo”, nos anima o professor Paulo Sérgio Pinheiro.

Estou surpreso com o “pastoreco” terrivelmente evangélico, o “seo” André Mendonça, que de seguidor do perseguido da Palestina, vítima dos poderes imperiais de Roma e dos religiosos do templo e dos fariseus ao perseguirem e matarem Jesus de Nazaré, virou discípulo dos crucificadores satânicos e dos religiosos que negociaram interesses de sua casta, votando pelo assassinato do Galileu?

Não, não estou surpreso com esses lixos e falsos cristãos. Desde o banho no Rio Jordão, tomado pelo trambiqueiro que ocupa a presidência,  quando nem se falava na candidatura dele, falsamente batizado por um “pastor” analfabeto e neoliberal,  que se previa o desastre na perseguição que cai sobre trabalhadores do Estado brasileiro.

A turma do “seo” André Mendonça segue os passos dos malandros, covardes e bandidos de igrejas que apoiaram Adolfo Hitler em pleno holocausto nazista, com morte de milhões de pessoas, inclusive de muitos dos apoiadores do nazismo.

Importa-nos seguir o exemplo honroso do professor Paulo Sérgio Pinheiro, que não se acovarda, mas denuncia e pede investigação dessa lista criminosa e desses atos violentos, cuja intenção miliciana-fascista é aumentar com a inclusão de todos nós.

Eles passarão, não automaticamente, mas derrubados pelo nosso povo organizado e mobilizado.

Os sinais da luta se fazem sentir!

Leia e acesse mais. Compartilhe, também:

– Chimarrão Profético com Elisa e Geórgia: “A educação sob massacre econômico e pandêmico”.

– Chimarrão Profético com o Prof. Tadeu Morais: “Cultura encharcada de desumanidade e cultura libertadora”.

– Chimarrão Profético com o Jornalista Fernando Rosa: “Jornalismo de dentro da realidade”.

– Chimarrão Profético : “A crise mata, promove fantoches e pede resistência popular”.

– Chimarrão Profético com o Monsenhor Júlio Lancellotti: “Os desterrados na própria Pátria”.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Um comentário

  1. A cara de bom moço com olhar falsamente sereno esconde ódio e o cérebro sob falta de capilares se mostra vazio de humanidade e de respeito. Acesse, leia e compartilhe isso como denúncia à perseguição que se apressa sobre todos nós. Abraços: http://cartasprofeticas.org/o-tal-terrivelmente-evangelico-nao-passa-de-um-violento-perseguidor-de-lutadores-contra-o-fascismo/

Deixe um Comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.