boff sem óculos

O teólogo Leonardo Boff prevê que a hora do injusto Sérgio Moro chegará

Respeitado, admirado e lido em todo o mundo, um dos teólogos preferidos pelo Papa Francisco,  Leonardo Boff avisa que o momento do julgamento do traidor da Pátria, Sérgio Moro, chegará como chega para todos os opressores com requintes de banditismo,  que perseguem o povo na prática da injustiça em partidarizada pela casa grande em seus fatores  econômico e social.

Como teólogo frutífero, que não se cinge a gabinetes e a laboratórios de pesquisa, mas que mergulha profundamente nos movimentos sociais na luta contra as injustiças e pela construção de um mundo justo, Boff foi um dos primeiros intelectuais a denunciar que Sérgio Moro foi treinado pelos Estados Unidos para fazer o serviço sujo de prender Lula, sem provas e sem crimes e no empenho pela demolição da base econômica de nosso país.

Em poucas frases, que Noblat, o peão da Globo, considerou como escritas por “teólogo, cristão nada caridoso”, confundindo, para enganar os incautos, caridade com a negação da justiça, que  é implacável com os opressores e traidores, como é Sérgio Moro, Leonardo Boff, com base nos estudos da história dos injustos e inimigos do bem, como aconteceu a ele mesmo com a perseguição que sofreu da inquisição praticada pelo Vaticano do Papa João Paulo II, prevê por sua conta no Twitter que o momento de Sérgio Moro prestar contas das falcatruas e crimes contra o Brasil chegará.

Quem lê Leonardo Boff e o acompanha na luta que trava a favor dos pobres e da justiça social, sabe que nosso teólogo não prega que a hora do adestrado Sérgio Moro chegará como que caída do céu, mas com muita luta e com insurreição popular.

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com * são obrigatórios *